[ editar artigo]

A CONSTELAÇÃO QUE MAIS ME TOCOU - M10

A CONSTELAÇÃO QUE MAIS ME TOCOU - M10

Estava revendo uma Constelação de uma querida colega com Parkinson. Quando a vi pela primeira vez, ao vivo, chorei demais. Chorei tanto… Um pranto guardado por muitas gerações, lágrimas de memórias não sentidas, de muitos ancestrais que não puderam chorar.

Tive que pegar o papel higiênico e tomar água para me recompor.

Nunca havia vivido uma experiência tão forte em uma Constelação. 

O tema da colega ressoou em mim e em meu sistema. Minha querida vovó faleceu com Alzheimer. Provavelmente tive mais antepassados com demências. 

Segundo a mestra, nesses casos o sintoma está “olhando” para grandes traumas: violências, suicídios. Basta haver um mínimo de estímulo semelhante ao do passado para disparar a memória traumática trans geracional.

O tempo é quântico.

Ao ver a constelação novamente, senti muita tristeza, pena e impotência. Foram sentimentos despertados por memórias do meu sistema. Pude repetir em voz alta as frases curativas da mestra:

Agora eu sei

Já passou

Gratidão

Agora eu acolho com Amor

Já passou

Ouvir a Susy cantar também acalentou meu coração: 

Não temas, 

Estou contigo

Não te assombre,

Porque sou teu Deus.

Eu agradeço profundamente à querida colega que colocou o seu tema de coração tão aberto. Escolho deixar com meus antepassados o que pertence a eles e ficar apenas com o que é meu. 

Agradeço à mestra e às Constelações na água, um saber tão profundo. É uma técnica intuitiva que atravessa o nosso ser e cura nossas dores. 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Juliana Menuzzo Lauandos
Juliana Menuzzo Lauandos Seguir

Sou psicóloga, terapeuta sistêmica, consteladora, simples e poética! Sou aprendiz de Olinda Guedes e da equipe da Escola Real. Sou feliz!

Ler conteúdo completo
Indicados para você