[ editar artigo]

A DOR DO CORAÇÃO DAS MÃES

A DOR DO CORAÇÃO DAS MÃES

É... nem tudo são flores.

Lembro-me como se fosse agora: os segundos domingos de maio eram dias doloridos para mim.  Eu sentia uma saudade infinita dos meus filhos amados. Eu sempre os desejei do fundo do meu coração. 

Ser tão amada por meus pais deixou esse legado em meu coração: eu também queria passar adiante este amor.

Tentei por anos a fio. De todos os modos!   Essas dores, ah! estas dores. Elas eram tantas, vou abrir meu coração aqui e te contar:

- aos 5 anos fui abusada.
- gaguejei até os 6 anos.
- fiz xixi na cama até os 8 ou 9 anos.
- dos 24 aos 29 anos: tive uma doença autoimune que quase me levou a usar muletas.
- aos 30 anos consegui me libertar de um relacionamento abusivo.
- aos 35 anos encontrei minha alma gêmea conjugal.
- aos 45 anos meu coração partiu novamente, precisei dizer adeus apesar de todo amor.
- aos 47 anos... menopausa!

Precisei constelar tudo isto!

Como? 
- tantas crianças cresceram negligenciadas. Alguns homens, antepassados meus, simplesmente não assumiam a paternidade e abandonavam as crianças.
- mulheres foram desconsideradas e sobrecarregadas. Afinal, os homens as viam apenas como objetos mesmo.
- quando nascia uma menina, meu avô ficava tão bravo que passava semanas sem olhar para minha avó e para minhas tias.
- dos nove filhos que minha avó paterna teve, apenas três eram meninas, e duas faleceram tão pequenas. = papai, por você eu renuncio à vida ! 
- um marido narcisista.
- um marido com síndrome de Peter Pan (menino para sempre ou o filhinho da mamãe).

Finalmente, em junho de 2016, a grande bênção chegou em minha vida. 
Durante 44 anos eu esperei minha filhinha. Então, desde lá, meus dias são dias das mães.

Em novembro de 2017 ganhei meus sêxtuplos maravilhosos.  E agora já somos em tantos!  por vezes, perco as contas.  

Mas, é assim, não é mesmo?  

Conte as bênçãos, conta quantas são... eu costumava cantar em minha juventude. Sempre sabia que eram infinitas, impossível de contar.

 

 

https://www.instagram.com/p/CdRQ7fcufqa/?igshid=YmMyMTA2M2Y=

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
OLINDA GUEDES
OLINDA GUEDES Seguir

Oilá, gente linda! É uma boa história a minha vida... ainda temos muito a viver. A parte mais linda é ser "Mamain" das duas princesas Nina Maria, Camila Maria e dos cinco príncipes cavalheiros...

Ler conteúdo completo
Indicados para você