[ editar artigo]

A FONTE NÃO PRECISA PERGUNTAR PELO CAMINHO

A FONTE NÃO PRECISA PERGUNTAR PELO CAMINHO

DADOS DA LEITORA 

Nome completo: Vaneska Moura 

Curso: Formação Real em Constelações Sistêmicas

DADOS DO EXEMPLAR LIDO 

Título: A fonte não precisa perguntar pelo caminho

Autor: Bert Hellinger

3ª Edição - Patos de Minas/MG - Editora Atman - 2005

  • MENSAGEM GLOBAL QUE O AUTOR DEIXOU PARA MIM

Aprender é necessário porque os nossos conhecimentos nos compõem, entretanto quando estivermos diante de um acontecimento devemos nos despojar do nosso arcabouço teórico e experimentar o fenômeno, buscando aprende-lo através dos sentidos e principalmente através do coração. Precisamos nos colocar como vasos limpos, com presença e intuição, com amor e compaixão pelo que há.

  • A PARTIR DESSA LEITURA, 10 DICAS PARA CRIAR EXCELÊNCIA EM MINHA VIDA: 
  1. Adotar uma postura fenomenológica diante da vida;
  2. Ser fonte em meus trabalhos terapêuticos, de forma a me colocar como um canalizador por onde a água escoa, sem se transformar ou se misturar na água. Contribuir para que a água cumpra o seu propósito de desaguar no mar;
  3. Observar a percepção diante dos acontecimentos, ela deve ser soberana;
  4. Estar despojada da intenção de cura ou solução e amor por todas as possibilidades;
  5. Trabalhar a desidentificação e centramento;
  6. Buscar o sentimento por trás das emoções expressas, a raiva é uma forma de preservar o amor interrompido;
  7. A humildade de ver o outro e o reconhecer;
  8. Devemos evitar disputas. A vitória traz um sentimento de triunfo mas faz com que o perdedor não seja visto e no final todos perdem;
  9. A primeira pergunta que devemos fazer em uma constelação é o que está faltando e o que deve ser incluído;
  10. O respeito mútuo entre os genitores para que a criança seja livre para tomar tanto a força do pai quanto a da mãe;
  11. As doenças tem origem em situações conflituosas não solucionadas no seio familiar e emaranhamentos entre os membros. A solução passa por se considerar essa dinâmica e possibilitar o amor fluir.  
  • CONSIDERANDO REALIDADE EM QUE VIVO, PUDE APLICAR, ASSIM QUE TERMINEI ESSA LEITURA, O SEGUINTE

O perfeccionismo apresentado como algo estagnador. Só é perfeito o que está morto, o plano material está em constante transformação e o movimento faz parte da nossa natureza enquanto espíritos em evolução. Buscar perfeição enquanto espíritos na matéria seria equivalente a buscar a morte. Dei um novo olhar à minha imperfeição.

“O que está em vida é inacabado. Os mortos são completos.” (pag. 290)

“Quando uma pessoa reconhece o seu emaranhamento, então está livre ou não?” (pag.75)

Quando nos conscientizamos do nosso emaranhamento não podemos ter a ideia ingênua de que estamos totalmente livres visto que fomos atraídos isso.

Existe a ação do destino e o movimento da alma que são maiores do que a nossa vontade de forma que esse emaranhamento faz parte do que somos.

A libertação é um processo de purificação, de transmutação, que nos torna plenos e maiores. 

  • TRANSFORMAÇÕES EM MIM COM A LEITURA DESSE LIVRO

Eu percebi que estava realizando a dinâmica: “eu carrego por você” com a minha mãe. Em uma meditação ela apareceu grande diante de mim e me disse: "Não." Eu não pude retrucar e entendi que era uma ordem eu me sentir como filha, despreocupada e em paz."

As três dinâmicas de doenças e acidentes:

  1. “Eu sigo você” ou “melhor eu do que você”, tem a ver com amor e vinculo: Solução: os genitores ou antepassados libertam quem está nessa dinâmica;
  2. “Eu carrego por você”: Solução: o genitor cresce e diz "Não.";
  3. “Expiação” pode ser de uma culpa. Solução: olhar nos olhos da pessoa por quem nutrimos o sentimento de culpa ou a culpa que carregamos pelo outro, para estabelecer uma relação, um vínculo. Existem os casos em que se expia o fato de não querer honrar alguém, de não dar lugar no coração, então a dinâmica "é prefiro morrer a te honrar."

Eu percebi que me colocava maior que o meu marido, trazendo desordem ao meu sistema e estabelecendo diálogos com acusações, críticas e disputas sem perceber o quanto estávamos perdendo.

Com esse comportamento nos afastávamos. Cobrava que ele fosse um pai presente mas o meu comportamento impossibilitava o fluir do amor. O julgamento sempre endurece o coração e estabelece o movimento de exclusão.

Iniciei o processo de integração do masculino e feminino em mim e de cura do meu feminino ferido da minha ancestralidade.  

“A base para que o amor entre o homem e a mulher dê certo é o amor da criança pelos pais e dos pais pela criança.” (pg. 100)

Esse movimento deve ser entendido não apenas na família constituída no matrimônio, mas em um movimento que precisa vir antes, na família de origem de ambos os cônjuges. As crianças feridas precisam ser curadas.  

  • MUDANÇAS QUE ME COMPROMETO A TORNAR REAIS NA MINHA VIDA A PARTIR DESSA LEITURA
  • Não carregar nada que é do outro e nem me sentir culpada; 
  • Fazer uma caminhada de cura dos intensos diálogos mentais, buscando presença e serenidade; 
  • Estar presente nos momentos em que eu estiver deixando de ser fonte e me transformando em água ou me misturando à água;
  • Respeitar a meu companheiro e pai dos meus filhos. Agora eu te vejo, Bruno Alan, e estou presente para você profunda e completamente; 
  • Viver sem a pretensão de curar ou transformar o outro;
  • Adotar uma postura de humildade e reverencia ao outro acreditando profundamente na capacidade que todo ser humano possui de cura e resolução de seus conflitos;
  • Continuar a minha caminhada de purificação e cura de feminino e masculino integrando ambos em mim; 
  • Olhar para a minha criança ferida e adotar a postura adulta para prover o que ela precisa. Olhar o outro sempre com compaixão e compreender, que muitas vezes estou diante de outra criança ferida, que se comporta de forma agressiva, como pedido de amor e de ser vista;
  • Vou me cercar de pessoas que também estejam no processo de autoconhecimento e cura de conflitos internos.  
  • SE EU ENCONTRASSE A AUTORA, EU LHE DIRIA

Gratidão por trazer luz e presença para a minha vida.  

  • TRÊS PESSOAS PARA AS QUAIS EU SUGERIRIA ESSA LEITURA

À todas as minhas colegas do Saber Sistêmico que ainda estão com receio de se expor ao campo, se indagando se serão capazes de trabalhar com as Constelações.  

https://www.instagram.com/vaneska.moura/

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você