[ editar artigo]

A importância de olhar para trás

A importância de olhar para trás

Há um ano venho me dedicando à estudar constelações sistêmicas, e as ordens do amor criadas por Bert Hellinger.

No dia 08 de Dezembro de 2019, tive a oportunidade de conhecer e participar de um encontro com a Olinda. Nesse dia ouvindo-a falar sobre a necessidade de visitarmos os países de onde nossos antepassados vieram, passei a me questionar: De onde vim? Sei sobre a família da minha mãe, em 2016 descobrimos que o local onde ela nasceu em Brasília de Minas MG, foi considerado pela fundação Palmares como um remanescente de Quilombos, portanto parte da minha origem é Africana, porém ainda me questionava mais: Quais outras origens eu tenho? Nunca soube de nada em relação a família do meu pai, meus avós, bisavós e trisavós, de onde vieram? O que sei sobre eles?

Após uma longa conversa com Olinda, que me aconselhou a visita-los nas férias e buscar por documentações, busquei através de pesquisas e descobri um exame de DNA feito com a saliva "My Heritage", encomendei esse exame e com ele em mãos parti para a Bahia, dessa vez com outro olhar, olhar de pesquisadora, curiosa que estava determinada a descobrir algo e que por menor que fossem as informações, elas seriam de grande valia.

Com a ajuda do meu pai temos buscado em cartórios da região informações que nos deem pistas. Porém, alguns cartórios mudaram de lugar, outros pegaram fogo... mas enfim, por enquanto chegamos até a certidão de nascimento de um dos bisavôs, o pai do meu avó paterno. Por outro lado buscamos também informações da família por parte da minha avó, mãe do meu pai, ainda não chegamos à um resultado no que se refere a documentação, pois as informações parecem terminar nos meus bisavós, pais dela.

Mais do que a documentação que buscava, procurei por nomes, histórias, coisas que talvez ninguém havia contado ou havia passado despercebido ao longo dos anos. E o que descobri? Descobri que houveram dois abortos espontâneos por parte da mãe do meu avó, Dona Maria Conceição, que de alguma maneira muito sabia sem entender sobre constelações sistêmicas, dizia sempre para meu tio avô: "Você não é meu primeiro filho, você é o segundo, antes de você perdemos um menino". Sei disso pois meu próprio tio me contou... houve também uma outra perda que seria o caçula.

Conversando com a minha avó, mãe do meu pai, descobri que ela também teria uma irmã caçula, porém minha bisavó perdeu. Percebi que todas essas perdas de ambos os lados, foi pelo excesso de trabalho na roça, e também pela escassez de informações. Ouvi cada história dando um bom lugar à cada uma delas e com gratidão, reverenciei a cada nome que descobria, sentada na cadeira de balanço na varanda dos meus avôs. Escutei tudo que ouvia com máxima atenção, respeito e imenso amor.

Aprendi a compreendê-los de uma maneira nunca feita antes por mim, entendi como eles muitas vezes expressaram seu amor, da maneira que sabiam e podiam com os recursos que tinham.

Entrei na roça com eles, embora com medo de cobra, vi seus esforços para colher feijão, Embu e maxixi, para que pudesse trazer esses alimentos para SP e assim matar a saudade de alguns parentes nossos que nasceram lá, mas hoje moram aqui.

Pedi conselhos ao meu avô, pois sei que sua partida está próxima e ele, embora com idade avançada e dificuldade de enxergar e caminhar, me disse coisas muito preciosas, como: Ajude aqueles que estão no seu caminho e te pedem ajuda, trabalhe, seja honesta, nunca tire nada de ninguém, não seja você a pedra de tropeço que fará o teu irmão cair. Seja grata à Deus todos os dias e ele te abençoará.

Encerrei minha viagem voltando pra SP com o coração grato e a sensação de missão cumprida, ainda que me faltem algumas respostas, pois comprei dois kits do exame de DNA, porém chegou apenas um, sendo possível ser feito no meu avô.

Termino meu post agradecendo à Deus, à vida pela oportunidade que me foi dada de resgatar a história familiar e dar um bom lugar à todos que contribuíram para ela da melhor maneira possível.🙏

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você