[ editar artigo]

A LUZ DA VIDA E A SOMBRA DO SOFRIMENTO

A LUZ DA VIDA E A SOMBRA DO SOFRIMENTO

É provável que em algum momento da vida devemos ou iremos passar pelas noites escuras, pelos sofrimentos, desafios próprios de toda e qualquer existência humana.

Essas fases podemos identificar que são aquelas que demandam um movimento sutil, de atenção, de compaixão, de empatia, de clareza que em certos momentos são sinalizações que a vida nos dá de alguma memória reativada a partir de eventos que podem se comunicar por situações similares ou congruentes.

De alguma maneira, memórias acionadas de nossa história pessoal ou transgeracional podem se manifestar de várias formas e às vezes somente os efeitos físicos fazem com que nos atentamos as necessidades de um olhar além do que está se apresentando, assim agir para o tratamento.

Há questões vivenciadas que se apresentam e podem nos dar a oportunidade de uma metamorfose. Identificar que a noite pode também representar a sombra, assim é necessária uma transfiguração de alma, de coração, uma nova visão para que assim consigamos ver além da escuridão a luz, a cura, a transformação que todo esse processo pode nos oferecer.

Identificar possíveis desordens, disfunções, situações que podem ter sido de fortes impactos no nosso processo de evolução podem ser fatores cruciais para que acolhamos e compreendemos os efeitos desses fatos em nossa vida presente e assim possibilitar um momento de cura, um movimento de alma, de luz.

Pode ser um padrão se acostumar com o sofrimento, porém não deve ser uma atitude natural de nossa existência, não é da luz a percepção que a dor deve ser aceita normalmente. A dor pode até ser uma parte do todo que a vida nos apresenta, porém que seja acolhida com compaixão, caridade e gratidão.

Conseguir olhar com autor responsabilidade as condições de superação e mudanças em cada fragmento de nossa história e do nosso sistema é fundamental para que as questões a serem trabalhadas, entendidas como dor, e, ou, sofrimento possam ser profundamente tratadas.

Pode apresentar como um grande desafio na maioria das ocasiões quem se encontra nas noites escuras, porém é ainda mais grandioso quando o desejo de voltar à luz se torna o impulso para a cura acontecer, o equilíbrio se restabelecer.

É imprescindível que humildade esteja presente no todo desse movimento, caso contrário, poderá haver ocorrências disfuncionais e ainda mais adoecedoras. Como diz a Mestra Olinda, há momentos que é fundamental sairmos da ignorância e decidir refazer-nos para a vida começar em nós.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você