[ editar artigo]

"A mãe sabe parir, você sabe nascer?"

Durante a Mentoria de Renascimento Sistêmico, ouvindo, estudando, escrevendo, senti muito forte saudades da minha avó paterna Dona Gregória, parteira dedicada, de profissão e de alma.

De profissão, pois por vezes recebia a paga dos seus serviços: um porco, uma galinha ou até mesmo um saco de farinha. De alma, pois não importava como ia, de carroça, a pé, acompanhada ou sozinha, ia ela pelas vias rurais ou da cidade, até onde havia uma mulher que precisasse do seu apoio não só para parir, mas para ser cuidada, amparada, animada. Isso mesmo, animar era o que ela também fazia, caso a mulher precisasse ela ficaria ali por alguns dias, fazendo chá com ervas, canja, pirão, molho com pé de galinha e suas orações, dali só saia quando a mulher estivesse forte e pronta a cuidar da sua cria, do seu bebê.

Uma vontade de ouvir seus ensinamentos, sua partilha e sua sabedoria, mas hoje já não está mais aqui. Então pensei vou me conectar com ela em uma oração, imediatamente senti “ela já está aqui em mim, a trago em minhas células, em meu coração, em meu ser, em meu sistema". Por vezes já acionei sua influência na minha vida, mas hoje terapeuta de mulheres, fui tomando de sua força, de seu amor, de sua benção.

Nesse momento, já não estava mais estudando, mas renascendo! Quando a querida mestre Olinda Guedes , menciona sobre um contexto de mulheres em aldeias que não podiam mais parir nas condições de sua natureza... recordei-me do meu parto. Já com hospital na cidade, e minha avó ainda parteira e muito conhecida, fora proibida pelo médico local a não mais partejar e pegar criança, exigindo que minha mãe fosse para o hospital.

Ela foi, porém o médico ao atendê-la disse que não era a hora, internou e deu soro para esperar. Sendo uma mulher experiente na sua 6ª gestação, mamãe sentia sim que era a hora e insistia com a enfermeira, até que ela pariu no quarto mesmo, nem médico nem parteira, mas mãe e bebê, eu e ela protagonistas do nosso momento e da vida!

Após tantas emoções e compreensões desse ensinamento que minha querida avó me dava, já finalizando a aula, ouço a grande confirmação na fala da mestra: "Pensa em como para trás as MULHERES ERAM PODEROSAS, não podemos perder essa oportunidade de sucesso, o parto é a primeira grande situação de sucesso, a mãe sabe parir e você sabe nascer”.

Encantamento! Empoderamento! Renascimento!

Querida vovó eu a vejo, eu agradeço, eu a amo profundamente! Querida mamãe eu a vejo, eu agradeço, eu a amo profundamente!

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você