[ editar artigo]

A obra de Carolina de Jesus como exercício de pertencimento nas aulas de Geografia

A obra de Carolina de Jesus como exercício de pertencimento nas aulas de Geografia

Para hoje trouxe como proposta de plano de aula, a obra de Carolina de Jesus,O quarto de despejo, a leitura desta obra pode propiciar não apenas um a elaboração de um projeto interdisciplinar,como também exercitar em nosso alunos a lei do pertencimento.

Quando analisamos o quarto de despejo, olhamos para a história de Carolina que, mesmo diante de tantas dificuldades foi capaz de vencer e ter seu diário publicado, embora houvesse resistência por parte de alguns críticos literários da época que, não consideravam  a obra de Carolina como  literatura pois não possuía os requisitos necessários.

Ao ler o diário vemos o dia a dia da personagem e sua luta pela sobrevivência ,seus medos,dificuldades e principalmente sua força de vontade para que seus filhos se tornassem pessoas com melhores condições de vida.

Para esse plano, sugiro que solicite aos alunos a leitura da obra e que ao lerem acolham a historia dela em seus corações,pois muitas famílias em nosso pais viveram e vivem em comunidades, portanto ler o quarto de despejo despertará no leitor o sentimento de solidariedade,compaixão e respeito ao próximo.

Podemos questionar nossos alunos sobre os sentimentos que os relatos de Carolina despertam, e fazer um exercício de em nossos corações dar a ela e a todos os outros que viveram e vivem nessa situação um bom lugar,exercitando o “Eu vejo você” e “Você faz parte”.

Embora este plano seja de Geografia , ele foi retirado de um projeto interdisciplinar, que se encontra em fase de execução em uma das escolas que trabalho,portanto a obra de Carolina pode abranger todos os componentes curriculares,agradeço também aos meus colegas de Ciências humanas por sua construção, Djalma, Walquiria, Maria e Márcio e demais colegas professores de outras áreas.Acolho vocês e suas famílias em meu coração, obrigada por me acolherem na escola e por toda parceria nesses três anos. GRATIDÃO🙏

Habilidades/Competências

 1. Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo. (CG 04 da BNCC).
 2. Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbito local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do planeta. (CG 07 BNCC).

Atividades

Biografia   de Carolina Maria de Jesus 
O livro Quarto de Despejo (1960), escrito por Carolina Maria de Jesus (1914 –1977) entre 1955 e 1960, é um retrato literário que cumpre perfeitamente essa função. Trata-se de uma escrita testemunhal sobre o cotidiano da autora e dos moradores da Favela do Canindé, em meio a explosão urbana que São Paulo passava na época, com os consequentes sofrimentos, indignações, revoltas e angústias que a população marginalizada era obrigada a superar diante de sua situação de miséria e desamparo.

Carolina Maria de Jesus (Sacramento, 14 de março de 1914 — São Paulo, 13 de fevereiro de 1977) foi uma escritora brasileira, conhecida por seu livro "Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada" publicado em 1960.

Carolina de Jesus foi uma das primeiras escritoras pretas do Brasil e é considerada uma das mais importantes escritoras do país. A autora viveu boa parte de sua vida na favela do Canindé, na zona norte de São Paulo, sustentando a si mesma e seus três filhos João, José Carlos e Vera Eunice como catadora de papéis. Em 1958, tem seu diário publicado sob o nome Quarto de Despejo, com auxílio do jornalista Audálio Dantas. O livro fez um enorme sucesso e chegou a ser traduzido para catorze línguas.

Atividade 1.1 Leia um trecho  de 19 de Maio,do livro Quarto de despejo de Carolina de Jesus, e reflita sobre as seguintes questões: 

1.    Atualmente existem pessoas que vivem na mesma situação da personagem?
2.    Quando encontramos pessoas com condições financeiras diferentes da nossa, como as tratamos?
3.    Após refletir sobre as questões iniciais, relate, oralmente através de vídeo ou áudio ou por escrito, qual a história da sua família? De onde vieram? Exemplo seus avós ou bisavós vieram de outro pais? Ou outro estado? De onde eles vieram? Qual dificuldade eles enfrentaram? Em alguns momentos a história da sua família foi como a da família de Carolina? Transcreva os seus relatos dessas questões para o diário.

Como sugestão de trabalho final, solicitamos aos alunos que elaborem um diário, nele além de contarem suas historias familiares também deverão relatar sobre seus sentimentos nessa quarentena.

       
 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você