[ editar artigo]

A POÉTICA SISTÊMICA DE OLINDA GUEDES A SERVIÇO DA VIDA

A POÉTICA SISTÊMICA DE OLINDA GUEDES A SERVIÇO DA VIDA

- Conheça a comovente história do órfão Benedito Tuponi e se dê a chance de estudar mais sobre constelações. Formação Real com inscrições abertas! -

Ele escolheu a  vida. Ficou órfão de mãe aos seis anos, levou uma pancada na cabeça que quase o matou, viu o caminhão arrastando a família no carro na beira da estrada com a família  toda dentro, teve infarto.

Sobreviveu a tudo, com garra e coragem. Tivemos a nobre oportunidade de ouvir a história de Benedito Tuponi na última noite da imersão sistêmica com Olinda Guedes, nesta quinta, 18 de fevereiro. Encontro marcante, inesquecível para quem assistiu a constelação online dele com Olinda, a especialista em felicidade.

Como bem lembrou a mestra no início do encontro, a Escola Real ensina sobre felicidade, e, claro, torna a vida das pessoas  mais leve e florida.

Com a serenidade costumeira, Olinda começou a aula relembrando sermos movidos por empenho, disciplina, conhecimento e princípios sistêmicos. “Ao entendermos as memórias transgeracionais, vivemos num estado de amor. A vida é um campo de possibilidades para sermos felizes”, afirmou Olinda.

A felicidade pode ser aprendida”. Sabia? Anote essa aí, mestra Olinda gosta demais quando eternizamos a sabedoria dela.

“A constelação rejuvenesce, o amor fica à espera, quando nos movemos até ele, há transbordamento”. Sugerimos anotar essa máxima também.

No estado de amor, empatia e não julgamento, com extrema compaixão, teve início uma das constelações mais emocionantes das edições da Imersão Sistêmica.

“Diante do destino do outro precisamos ter reverência e respeito”, enfatizou Olinda. Em seguida a irmã Neiva fez a tradicional oração que arrebata corações, nos conectando fortemente ao divino universal.

Quando o futuro está no passado

Com  tristeza aparente e o pranto jorrando no rosto,  o Benedito abriu o coração completamente para falar de sua dor: a procrastinação. “Tenho tempo e não faço, é pra fazer a faxina nos papeis do meu escritório, não faço. É um acúmulo sem explicação”, desabafou.

O sonho dele? Ver o escritório limpo, sem nada em cima da mesa. Mal sabia Benedito  serem os papeis apenas a parte aparente de um emaranhado de sentimentos e emoções precisando de um bom lugar.  

Logo ele ficou aliviado não ser preguiça a procrastinação   e sim algo num nível bem profundo e sistêmico. Tá curioso pra saber o desenrolar da constelação? Continue conosco. E pega o lenço, a emoção é certa.

Procrastinação, procrastinação, procrastinação. Tá bem, vamos revelar o que ela significa de forma sistêmica: “Procrastinação é não ir para o futuro porque tem algo do passado que precisa chegar até mim, preciso tomar isso. É um movimento  natural do inconsciente de parar porque tem algo importante do passado que precisamos alcançar”, disse, com toda propriedade, Olinda.

Começava ali o show de percepção, intuição, tato, cuidado e amorosidade na condução da constelação online do Benedito.  Essa é Olinda, mestre  em nos ensinar o poder da comunhão de almas.

Entre tantos detalhes no início da constelação, todos querendo dizer algo, um chamou muita atenção. A representante, sem abrir a câmera, dizia nos bastidores: “existe um sentimento?”. Foram câmeras escondidas, os homens não apareceram de imediato na tela (estariam ocupados na guerra?), coisas perdidas no tempo, silêncios. Tudo a mostrar algo.

Revelações de um guerreiro

Mais falante que usualmente são os demais constelados, com lucidez impressionante e emoções à flor da pele,  Benedito foi contando fatos intrigantes sobre sua vida.

Um dia ele foi ajudar uma criança a ser resgatada do poço de água, caiu uma peça na cabeça. Herança pra ele: enxaqueca e os zumbidos. Infelizmente os zumbidos continuam até hoje.

Noutra ocasião, estava viajando com a família, já estava escurecendo, viu um veículo com pneu furado na estrada. Generoso que é,  parou para socorrer o veículo e o dono. Pouco depois viu um caminhão arrastando o carro dele com a família toda dentro.

Embora o susto tenha sido grande, a família saiu ilesa, só foram prejuízos materiais (e obviamente emocionais).

Em 2012 Bene teve infarto, contato real com a morte.

A saga do órfão Benedito

Benedito  contou ter ficado  órfão de mãe aos seis anos, não tem nenhuma foto dela e a imagem materna é completamente apagada da memória. Um fato marcou a morte da mãe no parto. A família contou  que ao ver a mãe no caixão, Benedito  perguntava o tempo todo porque ela estava dormindo na sala. A mãe dele morreu no parto e o irmãozinho também não sobreviveu.

Na década de 50, a morte da mãe do Benedito foi antecedida por outro trauma familiar. O pai dele ajudou a salvar pessoas na enchente, foram quatro dias intensos de trabalho. Ao descer do barco, o pai  ficou paralisado, sofreu choque térmico. Não andava e nem reagia a estímulos . Não viu a esposa e o filho bebê morrerem em seguida ao acontecimento trágico ocorrido com ele.

Ao relatar isso, a representante do sentimento, a Susy Guedes, relatou que não sentia nada do pescoço para baixo, que era um vazio imenso, um oco, não sentia o peito e nem as costas.

Imediatamente Benedito relatou sobre o infarto que teve em 2012. “Vi a morte de perto e desde então sinto esse  vazio, ele está dentro de mim”.

Mais emoções da  constelação épica

De repente a consteladora Olinda Guedes anuncia que uma pessoa  acompanhando a constelação pelo YouTube queria fazer o papel de mãe do Benedito. Ela veio para o zoom,  e com muita  pressa de olhar para o filho. Pura emoção!

A mãe chegou com a revelação : “Olá querido filho, eu lembro bem de você, eu sou sua mamãe,  foi muito doloroso partir, ter a minha vida interrompida e também a do seu irmãozinho. Foi por conta daquele acidente com a água mesmo, foi por conta disso meu sofrimento e a morte do seu irmão”. Essas palavras foram ditas pela Olinda e repetidas pela representante (que ficou depois o tempo todo cabisbaixa, numa demonstração  de grande dor, saudade e sofrimento).

Em seguida a explicação sistêmica surpreendente sobre a procrastinação do valente  Benedito.

Querido filho, você teve que abrir mão de tantas, coisas, tanto foi tirado, você está certo em não deixar ir mais, de deixar tudo perto de você. Foi tão doloroso  para mim deixar os meus filhos, existia tanto amor em nossa família. Seu papai era um ótimo marido e pai, querido filho, foi um trauma para todos nós, para todos nós”.

A emoção chegou num nível tão elevado e então a música utopia foi solicitada para ser cantada pelo Jair Santos.

...Das muitas coisas
Do meu tempo de criança
Guardo vivo na lembrança
O aconchego de meu lar

No fim da tarde
Quando tudo se aquietava
A família se ajuntava
Lá no alpendre a conversar

Meus pais não tinham
Nem escola, nem dinheiro
Todo dia, o ano inteiro
Trabalhavam sem parar

Faltava tudo
Mas a gente nem ligava
O importante não faltava
Seu sorriso E seu olhar”...

“Quando a mulher morre no nascimento de uma criança toda a humanidade se entristece”, disse, emocionadíssima,  a consteladora Olinda.

Depois da revelação do que originava sua procrastinação,  a névoa de tristeza no rosto do Benedito foi reduzida, ele começou a cantar as músicas com o Jair.  Agora a utopia passou a se chamar esperança. O encontro tão esperado com a mãe na constelação fez ressurgir um Benedito ainda mais forte e aguerrido.

Você acredita em milagres?

Lembra do acidente do pai do Benedito após sair da água da enchente, onde ele salvou vidas e vidas durante quatro dias? Então, o choque térmico o paralisou da cabeça aos pés.

Ele ficou imóvel na cama, os médicos afirmavam a impossibilidade de voltar a andar pelo resto da vida. A avó de Benedito não desistiu do filho, ia todos os dias no hospital com mais quatro amigas orar por ele. Um dia o pai de Benedito caiu da cama e o médico não acreditou que ele teria se movimentado.

A avó de Benedito simplesmente disse: “Meu Deus é muito poderoso, meu filho vai andar”.

“Sim, ele andou de forma humilhante porque não tinha controle, fazia xixi na calça. Eu tinha 7, 8 anos e via meu pai em condições péssimas. Depois ele foi se movimentando, sozinho, sem fisioterapia e nada e veio a ter até a companheira, que nos criou, nossa madastra”, contou.

“Como meu pai não podia trabalhar, eu vendi doce, engraxava sapato e me virei, sobrevivi, venci.  Graças a Deus estudei, fiz concurso e hoje tenho minha segurança financeira”, celebrou Bene.

O amor pela ancestralidade italiana

Bendito contou que o bisavô dele veio da Itália e foi parar em Porto Alegre. Pouco  sabia sobre a origem dele, em novembro de 2019 conheceu um museu com a história da epopeia dos italianos. Descobriu então a escassez que se abateu sobre os ancestrais da Itália.

Eles nem sabiam para onde estavam indo, ao chegar num lugar com mato, sem casa e nem comida, descobriram ter sido enganados.

“Foram  escravos brancos, chorei muito ao saber dessa história, meu pessoal acabou ficando  em São Paulo, nos cafezais, na família todos tiveram dificuldade, apenas eu tive  uma caminhada diferente, fiz concurso, tenho uma vida profissional e financeira”, agradeceu Benedito.

Ele também contou do amor que tem pela música América, e, claro, o Jair Santos cantou um trecho dela.

Para a emoção marcar ainda mais  a noite, a irmã Neiva, representante na constelação, falou sobre a emoção de pela primeira vez em 62 anos de vida ter sido reconhecida por alguém com  características de negra. E, lógico, trouxe um afago divino para o coração de Benedito.

“A procrastinação é da vida, da nação brasileira, não é sua, Benedito. A procrastinação é da terra banhada por sangue, sofrimentos e preconceitos. Agora poderemos curá-la”, profetizou.

Sim! Agora eu compreendo, agora eu vejo, agora eu sinto.

Assim, embalado por músicas e esperança, uma tranquilidade repentina voltou a tomar conta do rosto do Benedito. Sobre a música entrando mansinho nos ouvidos dele, um deleite? Talvez seja a mãe repetindo em seus ouvidos sobre a imensidão chamada amor. 

Ouvir música cura, falar cura, ouvir cura, abraçar (mesmo virtualmente) cura.

Relatando que sua constelação foi como ganhar na mega sena, agora Benedito segue pra vida, mais leve e confiante. Levando mamãe e papai no coração.

Assim tivemos mais uma noite épica, uma teia de sensibilidade, amor, comunhão e fé. Ao vivo, real, de Olinda Guedes para o mundo.

Por essa e tantas outras ocasiões não é exagero chamar Olinda  de a “musa das constelações online”. Quer acompanhar e aprender mais  a saga épica desta moça da roça, dona de carisma inigualável?

 

Seja constelador formado por Olinda

Foram quatro noites da imersão sistêmica gratuitas com Olinda Guedes, dias de muita transformação pessoal.

Deseja continuar curando e sendo curado, para o mundo ser melhor? Você pode! Imaginou fazer a Formação Real em Constelações Sistêmicas com a expert Olinda Guedes?

Além de aproveitamento para sua vida, dá para ser uma bela profissão.

O valor da formação? menos de dois reais por dia por um ano inteirinho de estudos, cura, profissionalização.

Módulos gravados, aulas ao vivo, canais nas redes sociais. Falar com a Olinda e equipe é algo real. Conteúdos sempre disponíveis por tempo indeterminado, orientação eficaz.

Com Olinda o aluno aprende a dar solução e não somente faz o cliente saber como as coisas são.

Nada dá mais liberdade para sermos livres, autônomos e felizes que o conhecimento. Como diz Olinda, quanto mais sabemos, mais livres ficamos.

Quer se inscrever? Vá ao instagram @olindaguedes, clique na bio e faça sua inscrição. É fácil e rápido.

O mundo das constelações não é mágica, e sim capaz de tornar a vida da gente um lugar de magia e paz. Sou testemunha real disso tudo.

 

Mais uma chance imperdível!

Está liberado para você maratonar as 4 aulas da Imersão em Constelações Sistêmicas.

Mas atenção, elas ficarão disponíveis somente neste domingo 21/02 até as 23:59h

Então se você perdeu alguma delas, aproveita que está é sua oportunidade.

Segue aqui o link para assistir às aulas: https://constelacoes.sabersistemico.com.br/maratona/


Abraços floridos,
Olinda Guedes

Texto: Jornalista terapeuta Creuza Medeiros.

Instagram: @creuzamedeirosterapeuta e @ninho.deluz.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você