[ editar artigo]

A sequência não é dita; é oferecida conforme cada ser necessita

A sequência não é dita; é oferecida conforme cada ser necessita

Hoje realizei meu primeiro atendimento do que nomeei "Projeto". Pensei em como fazê-lo. Organizei horários e já os fixei na agenda. 

Ao acordar, aquele gostinho de quem eu estaria recebendo. Sim! Início dos projetos onde a maioria são crianças! Logo pensei: Vou organizar no aconchego de uma criança. 

Um bebê, um ano de idade cronológica, aparenta 4 ou 5 meses de idade.

Liguei o som com músicas instrumentais infantis, deitei a criança e já iniciou a chorar. Procurei posicionar sobre o travesseiro, acomoda-lo para dar a sequência. Não teve jeito.

Coloquei ele sobre meus braços, ofereci a mamadeira, onde sugava com muita força.

Logo, segui para o acalanto! Iniciei a sessão por esse gesto. 

Ah! Foi lindo, esse bebê acomodou-se, cantarolei para ele, em seguida, adormeceu. Fiquei por um tempo ali. Retornei a acomodá-lo sobre o colchonete e travesseiro. Trabalhei no dorso (as costas), peito, braços e mão, finalizei nos pés e nas pernas. Essa criança dormia profundamente. Trabalhei ambos lados. 

Essa criança acordou e voltou chorar. Realizei a massagem Reparentalizadora na face, e retornei ao acalanto. Nesse momento o bebê ficou os olhos aos meus e ali permaneceu por algum momento. 

Calmamente ficou, entreguei o bebê para o familiar. 

Logo pensei; cada ser é único! 

 

 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você