[ editar artigo]

Alimentando-me com meu passado

Alimentando-me com meu passado

Emagrecer sempre foi uma dificuldade para mim. Há um tempo atrás tenho olhado mais profundo para essa questão. Ter uma alimentação saudável e exercício físico não estão sendo suficientes para a perda de peso. 

Olhando minhas histórias familiares, tanto minha mãe como meu pai passaram necessidades alimentares. Na família paterna, que viveram praticamente na miséria, teve um vizinho rico que ajudou bastante meus avós e seus seus filhos. Tenho muita gratidão pelo cuidado.

A família materna eram mais de 10 filhos. Comiam os próprios alimentos que plantavam na fazenda. Não tinha supérfluo, mas minha avó tinha que "rebolar" para alimentar todos. Minha mãe veio cedo para BH para trabalhar em casa de família. Aprendeu muito com eles e tem gratidão por isso. Não se alimentava bem e, segundo ela, já teve que comer os restos dos pratos.

Diante dessas histórias presto atenção em como nos importamos em servir, com fartura, todas as pessoas que nos visitam. Queremos oferecer sempre o melhor. A nossa cozinha é nossa sala de estar!

Fazemos almoço, lanches com a sensação que não dará para todos. Exageramos. Temos uma frase: "é melhor sobrar do que faltar". Sempre sobra. Temos pânico da falta... de alguém não comer direito...

Olhando para outras tantas histórias e tudo o que o processo terapêutico tem me mostrado sinto que preciso olhar, aceitar e agradecer as histórias dos meus antepassados.

"Queridos ancestrais, gratidão por todo esforço de continuarem a viver, mesmo na escassez. Hoje fui para o excesso de comida e sinto que não preciso disso tudo. Preciso do suficiente.  Aprendi que há um medo de não ter o que comer amanhã. Talvez eu esteja carregando o medo de vocês. Está pesado e pesando em meu corpo. Gratidão por escolherem a vida e nos ensinarem sobre comida. Posso sentar à mesa e escolher o que comer. Hoje eu posso. Tanto eu como vocês fazem parte da família. Vocês também estão sentados à mesa conosco. Nós pertencemos a algo muito maior. Hoje olho para vocês com amor e honra."

Vou seguindo meu destino, respeitando e aprendendo com o de vocês. Gratidão. 

 

Por: Jane Teodoro 

Ilustração: Tammy Queiroz 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Jane Teodoro
Jane Teodoro Seguir

Sou filha do Jairo e da Emília. Sou uma pessoa em busca de conhecer a si mesma através e com histórias familiares. Sou psicóloga em processo de crescimento. Sou casada e mãe de duas preciosidades. Sou caminhante....

Ler conteúdo completo
Indicados para você