[ editar artigo]

Amor é escolha

Amor é escolha

 

Sou mãe por via adotiva - chamamos de adoção monoparental no mundo adotivo... 

Fiquei curiosa agora...  como chamar uma mãe, por via biológica, que teve seus filhos sem a presença masculina (sem um pai)...  ?   

Bem, o que gostaria de dizer aqui é assim:

Um dia os ventos sopraram a favor, porque não é possível que não chova também em nosso quintal.  

Vocês acharam engraçada essa  afirmação? 

Agora até parece ser porque eu sempre desejei meus filhos,  sempre, sempre.  Eles não chegavam, não chegavam. Era assim que eu sentia: eles chegariam.  Nunca fui me habilitar porque eu ouvia gente reclamando do tempo de espera... então, eu acreditava que sim... que a vida me traria meus filhos ...  eu deveria fazer o necessário... então, apesar de não ter nada que me impedisse, não os consegui por vias biológicas.

Quando Nina chegou - um bebê prematuro extremo,  frágil, com paralisia cerebral severa, hidrocefalia...   eu disse sim, eu vou cuidar deste bebê.  Pronto!  Assim foi.

Quando recebi fotos dela.. caiu a ficha: meu Deus, minha filha chegou!  Quase cai da cadeira. Tive muito medo.. medo de não dar conta, dela morrer, de eu ter depressão pós chegada dela...   de eu não me sentir capaz...   e assim fui com medo e tudo buscá-la. Vivo em Curitiba e ela estava no sertão de Alagoas.

Entre eu saber dela e ir buscá-la foram apenas três dias.

Quando a tomei em meus braços eu senti: eis aqui minha filha.  Amor?  não sei não... era mais compromisso, responsabilidade. Eu disse a ela que contasse comigo... que agora era para sempre. Que finalmente ela chegou e eu cheguei... porque eu a esperava desde os três anos de idade.. sempre quis uma filhinha... 

Bem, ela me olhou bem firme e nós estamos juntas até hoje.

Eu a  amo totalmente. Sou apaixonada pelos meus filhos.

Sempre quis ser mãe.

Não acredito nisto de ou sente amor ou não sente.  Para mim, amor é escolha. É atitude.   É servir.  

Tenho noção muito clara sobre o que é ser mãe.  Sou professora, sou psicóloga, tenho 51 anos.   Vivi numa família cujos pais, apesar de praticamente sem nenhum letramento, eram pessoas incríveis, funcionais, amadurecidas.

Nunca vi meus pais reclamando por nos orientar, por terem trabalho conosco, porque é claro que filho dá trabalho.   Quem nunca, não é mesmo?

Nem os vi reclamando por acordarem tanto à noite por nos atender.. nada, nada, nada!

Amor é disposição.  Não é sentimento.  Para mim, é assim.

Como é meu relacionamento com Nina?

É incrível...  eu a respeito e ela se desenvolve...  ela costuma acordar sempre de madrugada para socializar comigo... percebo que ela sente saudades minhas... trabalho bastante e fico muito tempo longe dela durante o dia... então, eu também aprecio que ela acorde... e assim nossa vida vai se realizando.

Ela já passou por muitos perigos em sua vida, risco de morte mesmo...  me sinto muito feliz em estar por perto nestes momentos e ser eu a mãe quem corre com ela nos braços, quem dobra os joelhos, quem luta por sua vida.

Sei que iremos ter muitas outras vitórias.  Deus é tão bom para nós.

Somos uma família unida e cultivamos o respeito, a gentileza, a ajuda mútua. Penso que isso é amor.

Todos os dias, exceto muitas vezes, falamos "Eu te amo" uns para os outros.  Mas, todos as vezes, exceto alguns dias apenas, nunca vamos dormir aborrecidos uns com os outros. Nos perdoamos sempre, aparamos as arestas.  Eu sempre digo...  Resolvemos e reiniciamos... eles amam tecnologia. Amor sempre. Formatamos a máquina todos os dias. Ou seja:  Não carregamos mágoas uns dos outros. Nos perdoamos imediatamente, sem que seja necessário um pedido de perdão por parte de quem ofendeu.

Contudo, quem causou danos, precisa reparar os erros. Pedir desculpas, limpar a sujeira, consertar os estragos.  

É mil maravilhas?  Não! quem disse que seria?

Mas é amor.

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
OLINDA GUEDES
OLINDA GUEDES Seguir

Oilá, gente linda! É uma boa história a minha vida... ainda temos muito a viver. A parte mais linda é ser "Mamain" das duas princesas Nina Maria, Camila Maria e dos cinco príncipes cavalheiros...

Ler conteúdo completo
Indicados para você