[ editar artigo]

Aos Meus Antepassados

Aos Meus Antepassados

Aos meus bisavós paternos

Querido bisavô Vicente, como é bom lembrar de você, calmo, de voz baixa e semblante suave, leve, sempre com um sorriso no rosto. Convivi pouco com o senhor, mas o suficiente para guarda-lo com boas lembranças e muito carinho. Casou-se com minha bisavó Rosalina que era índia, vinda de uma aldeia, era linda, cabelos pretos, longos, lindos, segundo me contavam, ela infelizmente, eu não conheci. Meus bisavós tiveram filhos, não sei precisar quantos, entre eles, meu avô, Lázaro.

Querida bisavó paterna, convivi uma certo tempo com a senhora, era brava, com voz estridente, gostava de dar boas risadas, sotaque italiano marcante, lembro até hoje a forma que pronunciava meu nome, Ana, e fiquei encantada quando me dei conta que o meu nome era o mesmo que o seu. Casou-se com o bisavô Américo, ambos vieram da Itália quando muito pequenos em um navio. Não conheci meu bisavô, infelizmente. Eles tiveram sete filhos, entre eles, minha querida avó Ernesta.

Aos meus bisavós maternos

Querido bisavô João, homem de personalidade forte, tipo coronel, bravo. Casou-se com Deolinda, mulher calma, doce e submissa, tiveram três filhos, entre eles, minha querida avó Hilza. Infelizmente não conheci ambos.

Querido bisavô Antonio Joaquim, soube que era um homem de bom coração, casado com Angelina, esta faleceu jovem, deixando filhos, entre eles, meu querido avô José.

Avós amados

Vovô Lázaro, homem trabalhador, sério, hora bravo, hora brincalhão... sempre o vi ajudando minha avó nas tarefas domésticas, ótimo cozinheiro até hoje, com 94 anos.

Vovó Ernesta, quanta saudade tenho da senhora, seu colinho, cafuné e também de suas orações que me acalmavam. Estar perto da senhora era sinônimo de aconchego, segurança e um amor que não cabia na alma, por isso te chamava de mãe! Meus avós queridos tiveram quatro filhos, entre eles, meu pai Edson.

Vovô José, carinhoso, engraçado, sensível, quem não conhecia o senhor o achava bravo, mas não era, para mim era doce! Como era bom estar com o senhor, comer suas comidinhas, assistir novelas, dar gargalhadas. Tenho muita saudade. Partiu dessa vida porque assim decidiu, nunca o julguei, pois a dor era dele, só ele sentia, a depressão há 28 anos atrás, não era tão falada quanto hoje. Meu avô tem todo meu amor e todas as boas lembranças que deixou em meu coração! Casou-se com minha querida avó Hilza, a quem amava profundamente. Ela com personalidade forte, decidida, trabalhava fora, a frente de seu tempo. Me ensinou muito, principalmente a enfrentar a vida e as dificuldades de cabeça erguida, não deixar para amanhã o que se pode fazer hoje e além disso, me dava aulas de auto estima. Eles tiveram três filhos, entre eles, minha mãe Rita.

Meus Pais

Mamãe querida, infelizmente não tenho lembrança de você, partiu 18 dias antes de eu completar um ano de vida, posso dizer com convicção da falta que sempre me fez na infância e esse vazio perdura por toda a vida.

Ah! Meu pai querido, como te amo! Obrigada por todo amor que me deu! Você partiu há pouco tempo e a saudade caminha comigo diariamente e seu amor também. Tivemos uma vida cheia de amor, como pai e filha e através de seu olhar, conheci minha mãe. Seu amor por minha mãe me era confortante, via no brilho de seu olhar quando falava dela pra mim. A sua referência à ela, como mãe, me fez ser a mãe que sou hoje a seus netos, a melhor que eu posso ser e a mãe que eu queria ter tido.

Papai e Mamãe, obrigada por tanto amor e pela vida que me deram! Procuro ser e estar cada dia melhor! É uma honra ser filha de vocês!

À todos vocês, meus queridos antepassados, meu amor, gratidão e muito respeito pela história de cada um, afinal através das dores e dos amores de vocês, aqui estou.

#mod01

#familia #antepassados #amor 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você