[ editar artigo]

Aprender aquilo que é bom

Aprender aquilo que é bom

Reflexões sobre sala de aula...

"Também gosto de não trancar o portão", pois acredito que de portas abertas, a aproximação vem!

Sobre escola atual: As sensações vividas no grupo de estudo foram unânimes e para mim, prevaleceu a gelada, fria.

Diante de todos os desafios enquanto professora, estou na sintonia de contribuição, praticando a paciência para ensinar aqueles que discordam das minhas ideias.

Por isso escolhi ficar próxima de pessoas para aprender o que é bom. Perto de vocês que sabem e me ensinam.

Compartilho o que aprendo aqui com as famílias que atendo, porém como foi mostrado hoje o remédio é em comprimido, ainda não fez efeito. A receita é contínua.

Vamos seguir com determinação, pois o trabalho eleva o progresso.

Já iniciei a prática com vídeo chamadas com famílias e estudantes e vou continuar, pois como disse Olinda Guedes⁩ tudo que nos toca, nos completa!

Temos muitas barreiras ainda, mas a vontade de fazer diferente é maior!

Quando a senhora, Olinda Guedes, falou sobre a professora que visitava a casa das crianças, lembrei da professora da minha irmã, que ia em casa tomar café. Minha mãe fazia lanchinho e levava para ela todos os dias. As excursões eram em casa. As crianças seguiam o trajeto a pé, da escola até em casa... Lá escutavam histórias, brincavam com o cachorro, comiam bolo e voltavam para casa cheia de memórias sensoriais. 😊

Eu, enquanto estiver em casa, vou fazer o que acredito. Vou entusiasmar quem está do outro lado.

A questão dos professores que ainda oferecem a "folhinha" como "lição"...teremos um caminho longo para mostrar que o sentido é outro.

Sobre o encontro da alfabetização, foi a cobertura do nosso bolo❣ Simplesmente, agradecida e feliz por ter vocês perto! 💌

Eliane Simões. 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você