[ editar artigo]

BELINHA E O SORVETE

BELINHA E O SORVETE

 

"- Belinha!"
"- Oi, Chiquinho!"
"- O que você está fazendo?"
"- Eu, Chiquinho? Eu estou indo ali na sua casa... Quero ir brincar com a Joana."
"- Brincar com a Joana?"
"- Sim..! Chiquinho, o que é que você está comendo? Tá tomando sorvete..."
"- Não! Eu não estou comendo nada não..."
"- Tá sim... Estou vendo você com a mão pra baixo segurando um negócio..."
"- Nossa, Belinha... Você vê tudo! Nossa, Belinha, é só um sorvete."
"- Ah, Chiquinho! Você não vai me deixar com vontade, né..?"
"- Claro que não, né, Belinha?! Eu não vou não..."

Aí Belinha começa a lamber o sorvete:
"- Snupp, snupp, snupp, snupp... Chiquinho... e a Joana?"
"- Ué, Belinha, a Joana está em casa."
E Belinha se fazendo de boba e...
"- Snupp, snupp, snupp, snupp..."

Enquanto isso, de repente, Chiquinho olha e diz:
"- Belinha! O meu sorvete, Belinha!"
"- Mas o que é que tem, Chiquinho?! Eu estou com vontade..."
"- Belinha, você fica fazendo perguntas, só pra pegar meu sorvete todinho..."
"- Ué! Claro, né? Você sabe que eu sou sabida, né? Mas deixa eu dar só mais uma lambidinha..."
"- Olha, Belinha... Só mais uma lambidinha, hein?"
"- Snupp... Que delícia!"
"- Ôh, Belinha, mas você é triste, hein?"
"- Não! Não sou triste não! Sou muito feliz! E por isso eu estou aqui com você, né Chiquinho? Se você fosse briguento, você não iria dividir seu sorvete comigo, né?"
"- Claro, Belinha! Claro que eu não faria isso, Belinha! Nossa, Belinha... Jamais faria isso com você! Você divide todos seus lanches com a gente, Belinha. Você faz as coisas e traz pra gente... Sua mãe faz o pãozinho, tudo caprichadinho, põe o suquinho na garrafa e traz pra gente... Você acha que eu iria te negar um sorvete?"
"- É, Chiquinho... Agora você está dando uma de bonzinho, né? Mas quando você me viu, você ficou com a mãozinha pra trás, né? Só que você ia ficar no prejuízo, porque o sorvete derrete."
"- Derrete não, Belinha!"
"- Claro que derrete... Olha aí, ó! Olha aí, Chiquinho!"
"- Ihhh, Belinha... Fiquei conversando com você e agora meu sorvete derreteu e caiu no chão, Belinha... E agora, Belinha? Buááá... Buááá..."
"- Ai, Chiquinho! Não fique assim não. Meu avô vai pra Cidade, o meu vovô José, e ele vai trazer uma caixa de sorvete pra nós. Você não vai ficar mais triste não, né?"
"- Não, não vou não, Belinha... Eu sei que você é boa igual teu avô."
"- Então tá... Óh... Um beijo... Dá uma abraço na Joana, que eu vou lá agora ter que pedir pro meu pai falar pro meu avô, que é pra ele trazer sorvete pra nós, tá?"
"- Então tá! Um beijo... Abraços em todos lá... Abraço na tua mãe..."
"- Beijos... Tchau, Chiquinho!"
"- Tchau, Belinha!"

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você