[ editar artigo]

Poesias & Canções Sistêmicas II

Poesias & Canções Sistêmicas II

LIBERDADE

- poesia de Alice Mesquita

Sou Fênix

Não me cortem as asas

Elas renascem mais fortes e poderosas

Sou Leão

Não me agarrem a juba

Ela tem mais pelos do que os dedos de sua mão

Sou Sereia

Não me apertem a garganta

Porque escorrego a cantar por outros mares

Sou Nuvem

Não tentem me conter

Porque me espalho esgarçada por outros céus

Sou Água

Não queiram me congelar

Escapo aquecida pelo sonho da Liberdade

Sou Vento

Não me aprisionem em seu moinho

O sopro da minha tristeza pode quebrar todas as pás

Sou Árvore

Não pensem em me cortar

A vida continua teimosa em minhas raízes mais profundas

Sou Amor

Não tentem me estancar

Continuo a brotar de outras fontes de emoção

Sou Mulher

Não experimentem me usar

Porque me encolho pequena para crescer em outro lugar



GARÇA PERDIDA NA AREIA

- Dulce Pontes

Anoiteceu
No meu olhar de feiticeira,
De estrela do mar, de céu, de lua cheia,
De garça perdida na areia...
Anoiteceu no meu olhar,
Perdi as penas, não posso voar,
Deixei filhos e ninhos,
Cuidados, carinhos, no mar...
Só sei voar dentro de mim
Neste sonho de abraçar
O céu sem fim, o mar, a terra inteira!
E trago o mar dentro de mim,
Com o céu vivo a sonhar e vou sonhar até ao fim,
Até não mais acordar...
Então, voltarei a cruzar este céu e este mar,
Voarei, voarei sem parar à volta da terra inteira!
Ninhos faria de lua cheia e depois,
Dormiria na areia...


MOOLA MANTRA 

Sat –  Existência

Chit – Consciência do Universo

Ananda – Puro Amor, Bem-aventurança, Alegria    

Parabrahma – O Supremo Criador

Purushotama – o maior de todos os seres que veio à Terra

Paramatma – o grande Espírito, minha voz interior

Sri Bhagavati Sametha Acompanhada pela divina Mãe

Sri Bhagavate Namaha – Agradecendo ao Supremo Criador

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você