[ editar artigo]

CANÇÕES SISTÊMICAS III

CANÇÕES SISTÊMICAS III

CAFÉ DES DÉLICES – Patrick Bruel

Tuas lembranças se desvanecem como um eclipse

Uma noite estrelada no porto de Tunís

A brisa do leque de seu avô sentado

No Café des Délices

Tuas lembranças se desvanecem

Vias passar o trem

E a brancura das vestes das mulheres levando seus filhos

E aroma de jasmim que havia em suas mãos

No Café des Délices

Ya lil, Ya lil  Não esquecerás

Ya lil, Ya lil  Os perfumes de outros tempos

Ya lil, Ya lil Não esquecerás

Ya lil, Ya lil Ainda que te vás

Ya lil, Ya lil querido Ya lil, Ya lil


HELWA BALADI - Dalida

Kelma helwa u kelmeten
Helwa ya baladi
Ghenwa helwa ou ghenweten
Helwa ya baladi
Amali dayman kan ya baladi
Enni argaalek ya baladi
Wafdal dayman gambek alatoul

Uma bela palavra e muito mais

Como é belo o meu país

Uma bela canção e muito mais

Como é belo o meu país

Minha esperança sempre foi

Voltar ao meu país

E ficar com ele para sempre


QUAND ON N’A QUE L’AMOUR – Jacques Brel

Quando só se tem o amor para compartilhar

No dia dessa grande viagem que é o nosso grande amor

Quando só se tem o amor, meu amor, você e eu

Para explodir de alegria a cada hora e a cada dia

Quando só se tem o amor para falar aos canhões

E apenas uma canção para convencer os tambores

Então, quando não tivermos mais nada

Além da força do amor

Amigos, teremos em nossas mãos o mundo inteiro

 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você