[ editar artigo]

Carta à minha Mãe

Carta à minha Mãe

Mãe, já faz um tempinho que você partiu, mas no meu coração continuo a lhe perceber tão forte, tão presente como nunca. Nos momentos de desespero eu não procuro ninguém além de você. Ninguém pode me segurar nos braços e me acalmar, como você. Ninguém pode me aceitar sem me julgar, incondicionalmente, como você. Nesses momentos eu sei que tenho uma mãe e sei que está comigo. Eu mentalizo sua presença, sua energia, eu peço sua ajuda. E, de repente cá está, essa força.

Eu sei que sua aspereza, suas tristezas ancestrais, seu sorriso difícil, sua melancolia, sua indiferença pontual e sua insegurança não são nada diante da grandeza do amor que você me tem. Esse amor faz você mover mundos pra me socorrer ou pra socorrer qualquer um dos seus filhos. Nesses momentos você se transforma, cresce, ganha a força taurina que lhe é intrínseca e, como uma heroína ganha poderes especiais. Eu vi isso muitas vezes em minha infância e juventude. Ficava extasiada em ver sua força explodir e transformar tudo ao redor, quando necessário.

Me espelhei em você, nessa heroína. Todas as vezes que preciso eu rebento as correntes, viro a mulher-maravilha em sua intenção, com sua permissão e sua bênção. Foi esse o exemplo de mulher que criei, inspirada em você. E vejo também sua presença em mim quando sou a mãe dos meus filhos, a avó das minhas netas, quando velo por eles, cuido, incluo, educo e amo muito, muito, muito...

Como é possível agradecer tudo que recebi de você? Essa vida tão preenchida e tão pulsante que ainda sinto no corpo, no coração, na alma. Como posso lhe dizer "GRATIDÃO MÃE"? É tão pouco. Mas é tudo que posso dizer e repetir milhares de vezes.

Gratidão por ter me dado a vida, por ter me recebido e me acolhido, me alimentado, me amado, me educado, me protegido, me acompanhado, me dado limites e me doado para o mundo, quando foi necessário. Gratidão por me socorrer em meu desespero, mesmo estando em outro plano. Gratidão por ser uma referência da mulher mais forte e guerreira que conheci, por ter me autorizado a ser eu mesma e a me impor diante das humilhações do mundo. Gratidão por não me deixar desistir nunca, por me ajudar a levantar do chão quando o mundo ruiu e depois torcer pela minha reviravolta e por minha vitória. Gratidão eterna, mãe! Te amo em primeiro lugar porque você é o meu primeiro amor. Te amo eternamente. 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Gisele Reis
Gisele Reis Seguir

Sou uma pesquisadora da alma desde a infância. Fiz terapias junguiana e transpessoal, Biodança, a escola Iniciática Dinâmica Energética do Psiquismo e uma formação em Psicoterapia Integral pelo Instituto Humanize. Coordeno o Espaço Cultural Diálogo.

Ler conteúdo completo
Indicados para você