[ editar artigo]

Carta aos antepassados...

Carta aos antepassados...

Queridos sinto no meu coração que preciso pedir perdão à vocês, perdão por antes não ter percebido o quão valorosos são para mim, perdão por antes não ter percebido o calor da vida... perdão, perdão, perdão.

Digo à vocês meus avós paternos, meu vovô Januário dos Santos Rei, obrigada por tudo, pela vida do meu pai... obrigado pelas suas lutas para ser uma pessoa íntegra, passar para seus quinze filhos a ética, o respeito e o amor. Foi da sua maneira e eu respeito e agradeço... gratidão, gratidão, gratidão.

À minha vovó paterna, obrigado por ser uma mulher forte, guerreira, sempre ajudava as noras, apoiava, orientava... Quanto orgulho sinto de ti vó... Obrigada.

Perdão por ter achado que a minha vida era do útero da minha mãe em diante.

Gratidão à todos. Aos avós maternos, a bisa Inesilla, mãe do meu avô materno que passou por tantos desafios para chegar ao Brasil fugidos do Paraguai, ainda menina nas estradas, passando fome e frio... Se virou e lutou pela vida. Gratidão bisa por ter ajudado minha mãe grávida de mim. Você criou meu vovô da melhor maneira possível. Guerreira, viajou muito ajudando, auxiliando os outros... Teve muita empatia, se colocando no lugar do outro... gratidão. Percebo agora os dons que herdei de você (massagista), que alegria sinto. Pedagoga e massoterapeuta.

Obrigado a minha bisa, mãe da minha vó, Adalila pelo capricho, organização e amor demonstrado até hoje pela minha vó Noêmia através das refeições e afazeres domésticos. Obrigado obrigado... Agradeço, reverencio e aceito todos vocês.

Sinto minha alma em paz. Sinto força e paz pra colocar todo esse amor recebido em prática. A angústia, o medo, a insegurança que essa mulher aqui sentia era falta de se dar conta o quão importantes vocês são para mim. Faltava gratidão e perdão... Agora apenas aceito, reverencio e agradeço. E SINTO PAZ, LUZ E AMOR ...

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você