[ editar artigo]

CARTA AOS ANTEPASSADOS

CARTA AOS ANTEPASSADOS

Queridos antepassados, quando olho no espelho eu enxergo vocês!

Doce avó materna Rita, não foi possível te conhecer fisicamente, mas sempre que minha mãe fala sobre você meu coração transborda pela sua história, eu viajo longe com seus ensinamentos, sua garra. Sua força feminina habita em mim. Sei o quanto a senhora sofreu em nome das lealdades, eu sou você, por muito tempo eu fui leal a você, olho para sua história com respeito, sigo apenas sendo uma descendente e me liberto de todos os padrões.

Tão excluído foi o senhor, vovô João, tantas críticas, mas ninguém tinha consciência do que diziam, na minha casa tem uma rede onde balanço e lembro do senhor.

Quanta força o senhor teve vindo da Bahia e ficando em Minas Gerais. Ah, meu coração é mineiro.

Vó Rosa e vô Tião, avós paternos com que tive convivência, eram a tampa e a panela. Sinto aquele cheiro de bolo de fubá. Como a senhora era divertida vó, generosa e carinhosa, mesmo tendo aquele sentimento e desejo de morrer. Eu vejo suas dores, a senhora se esforçou tanto para doar o seu amor. Meu avó Tião, um homem honesto, trabalhador e de palavra. Com o senhor aprendi o valor da honestidade.

Minha bisa paterna Iaiá Chica, lembro de ti.

Reconheço a força de todos os meus antepassados, conhecidos ou não.

Sigo plena e no meu lugar de descendente. Carrego vocês no meu coração.

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você