Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
loading
Constelações SistêmicasVOLTAR

CARTA AOS MEUS ANTEPASSADOS

CARTA AOS MEUS ANTEPASSADOS
janaina gimenes
jan. 13 - 2 min de leitura
000

Queridos antepassados,

Que exercício mais fabuloso esse em que me encontrei ao final desse módulo! Me dedicar um pouco em conhecê-los e demonstrar-lhes a minha gratidão por minha existência na Terra.

Perdão pela demora em buscar conhecê-los, mas em tempo quero corrigir meu erro.
Aceitar o pertencimento de vocês em minha vida, as experiências vividas por vocês e que se refletem hoje na minha. Gratidão!

Só não posso viver os seus traumas e sofrimentos, apenas entender e sentir muito pelo que passaram e sofreram.

Aos portugueses que vieram tentar a vida no Brasil, longas viagens e segredos que não podiam ser ditos pela minhas bisavó e avó perto da minha mãe e meus tios.

A minha bisavó materna, linda e espanhola, que quando minha mãe descreve com seus cabelos longos e excessivamente pretos, consigo vê-la, cuidando dos seus, esperando meu bisavô que vendia temperos durante todo o dia na rua, daí o meu amor pelos aromas e condimentos (fichas caindo), e sofrendo pelo filho rebelde que viveu como um andarilho e que, infelizmente, se foi na violência das ruas.

Aos meus bisavós paternos, ciganos de Andaluzia, sou tanto vocês! Me identifico com a rebeldia feminina aos preceitos paternos e a obrigação de servir, e aqui nesse momento que vejo a interferência do campo e a minha repetição! Repito o servir e dessa vez por vontade e sem obrigação, apesar do sentimento que tenho ser esse. A vocês entrego esse costume da época e do povo!

Vou ficar com a alegria, a dança, a coragem e a força dessas mulheres e homens que deixaram na Europa todas as suas riquezas para fugir da guerra, mas honraram a memória de todos do seu povo.

Gratidão pelos cuidados que me trouxeram até aqui.

Saudades da minha querida avó materna Maria, que me dava dinheiro escondido das minhas primas e brincava comigo de tudo o que eu inventava! Foi a primeira perda familiar que eu vivi, mas sei que está a olhar por mim desde então.

Meus outros avós que eu conheci também me deram carinho, mas a lembrança da convivência eu não tenho, só as histórias contadas pelos meus pais. Sou feliz em saber que fui querida por vocês!

Que privilégio eu tenho de tê-los como família, por ter sido vocês a origem da família que construí hoje, eterna gratidão.


Participe do grupo Constelações Sistêmicas e receba novidades todas as semanas.


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você


    Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica

    Verifique as políticas de Privacidade e Termos de uso

    A Squid é uma empresa LWSA.
    Todos os direitos reservados.