[ editar artigo]

Carta aos antepassados

Carta aos antepassados

Queridos antepassados, de repente comecei olhar pelo caminho que percorri até aqui, olhando pra frente percebi que não sou somente eu.

Parei, observei, refleti, de repente não sou mais alguém seguindo a multidão, sou o sonho mais louco dos meus ancestrais. Quando eu era pequena gostava de correr pelo quintal descalça, sujava o pé sem perceber e procurava borboletas, ficava fascinada com o voo livre delas, queria ter aquele voo leve, queria pousar nas flores, era um mundo paralelo onde a criança se refugiava quando havia dor. A vida segue sempre, ás vezes queremos ir contra a correnteza, contra a força que nos ergue.

Hoje aqui sem mais delongas, eu quero agradecer à todos os meus antepassados que abriram o caminho, que limparam para que eu pudesse passar. À todas elas que fugiram, que foram resistentes, que foram mortas, que não foram compreendidas, que não puderam escolher e que sofreram violência, à todas elas que apesar de tudo passaram a sua bola de ouro, eu vejo vocês, pois todas estão em mim, em cada vivencia encontro com cada uma agora.

Eu só quero agradecer e pedir a benção de todas para eu possa ser o sonho mais louco e vivo de cada uma de vocês. Gratidão pelo caminho, só me resta caminhar...

Aos homens do sistema que lutaram, morreram, construíram e plantaram a semente da vida em cada mulher que é um portal da existência, à todos eles que vieram antes para prepararem o que hoje podemos usufruir. Minha eterna gratidão à vocês.

Quem sou eu? Sou o resultado dos amores e desamores que vieram antes... Queridos tataravós paternos e maternos sei bem como foi difícil chegar a um lugar pra começar, quantas coisas tiveram que enfrentar, eu vejo vocês, eu os respeito e sigo com a força de cada um. Aos bisavós que trouxeram ao mundo meus queridos avós, que alguns deles tive o privilégio de ser embalada com as mãos. E mesmo aqueles que pude conhecer, mas que vivem em meu ser, toda a sua força e amor, Mesmo o vovô que foi mais cedo, que o papai não conheceu, eu agradeço com todo amor pelo meu papai e agradeço pela minha mamãe.

Com os pais certos posso ser quem eu sou, gratidão pela vida e por tudo que posso fazer dela. Pelas dificuldades enfrentadas, gratidão, pois foram elas que me impulsionaram a seguir sempre procurando o amor e a leveza. Com essa força que vem de longe quero agora poder também ser um canal para que as próximas gerações possam continuar o ciclo do amor.

Gratidão queridos antepassados.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Jucelia Sena de Souza Seguir

Apaixonada pela vida...

Ler conteúdo completo
Indicados para você