[ editar artigo]

CARTA AOS ANTEPASSADOS - A FORÇA DO MASCULINO

CARTA AOS ANTEPASSADOS - A FORÇA DO MASCULINO

O meu coração vibrou quando a Professora Olinda Guedes falou que poderíamos escrever uma carta para os nossos ancestrais masculinos. Para mim essa proposta passou a ser muito interessante e importante, pois é um resgate dessa força.

Vivenciar através da escrita o contato do mundo masculino dos meus avôs paternos e maternos é entrar no imaginário do meu inconsciente e navegar nesse mar de emoções, pois quase nada sei sobre a história deles.

Começando pelo meu pai, para mim um homem honesto, lutador e, voltado pelo bem estar da família. Senti muito a sua falta, pois o vejo como um homem muito reservado, calado e distante.

Não tenho lembranças de brincadeiras com o meu pai, nem mesmo dele com os meus irmãos. Parece um homem que vivia para o trabalho e sustento da família. Gratidão meu pai, o Sr. fez o que pode e o que sabia fazer. Eu e meus irmãos estamos todos vivos e gozando saúde.

Grata pela sua luta e pelo seu amor.

Meu avô, pai do meu pai. Eu o via como um homem forte. Tenho do meu avô muitas lembranças boas e uma infância alegre sempre com todos familiares reunidos. Ele gostava de ter a casa cheia. As férias colegiais sempre eram uma festa. Que saudade gostosa do meu avô, sempre contando histórias engraçadas. Ah, aprendi a jogar dominó com ele, nunca poderei esquecer essa passagem da minha vida.

Meu bisavô paterno. Nada sei, mas nada sei mesmo. Na minha imaginação deve ter sido um homem forte e inteligente, pois pelo o que ouvi falar é que ele fez todo o esforço para que seus filhos estudassem e fossem para a faculdade. Ele foi um homem de terras, senhor de engenho.

Não sei como foi a vida dele naqueles tempos, as vezes, fantasio ele como sendo um homem poderoso e dono de escravos. Hoje os tempos são outros e não se escraviza mais, mas respeita. Hoje eu posso fazer diferente. O passado foi como foi e como teve que ser, foi como o Sr. sabia fazer e na sua época era dessa forma.

Navegando nas minhas fantasias, indo pelo consciente coletivo e chegando ao meu inconsciente, acredito que nossa mistura contemple negros e índios, pois somos dessa terra chamada Brasil, um encontro de raças, um mundo meio que dentro de nós.

Homens da geração do meu pai, eu honro todos vocês e faço aqui uma reverência, abraçando e incluindo todos aqueles que aqui passaram e aqueles que não puderam chegar até a essa terra. Eu vejo e incluo todos vocês no meu coração e no meu sistema. Gratidão!

Homens da geração da minha mãe. Meu avô materno, sinto muito não ter te conhecido pessoalmente mas posso te dizer que por um longo tempo eu guardei uma foto 3X4 sua. É a única lembrança que eu tinha do Sr. Ela foi guardada com muito amor mas devido a circunstâncias da vida não a tenho mais. Saiba que a sua imagem ficou fixada na minha memória.

Me recordo do senhor sendo um homem alto, elegante, magro, mas também sofrido. Sei que seus pais vieram de muito longe. Vindo da Alemanha, provavelmente fugido da guerra, deve ter sido muito difícil para seus pais, meu bisavô. Vejo o Sr. com muita coragem e força tentando salvar a sua família. Gratidão a todos vocês que fazem parte da minha vida.

Estou hoje, aqui e agora, pela força que vocês tiveram que lutar pela sobrevivência, pela vida. Eu honro o Sr. meu avô, eu honro o Sr. meu bisavô pela minha vida. Não tenho muito mais a dizer, mas sinto muita gratidão!

Eu tomo a força do masculino em mim. Eu honro todos aqueles que puderam estar entre nós na terra e aqueles que por algum motivo não chegaram.

Eu incluo todos no meu sistema, na minha vida.

Gratidão!

 

carnations flowers | carnation, carnations, carnation flower, carnation flowers

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Maria Luiza Marques Saito
Maria Luiza Marques Saito Seguir

Psicóloga clínica - bioenergética, consteladora com bonecos na água, em formação constelação sistêmica, Mestra em Reiki, Supervisora em análise bioenergética, Autora do livro "Sedução e Traição - A dor de Amar um psicopata", Massagem bioenergética.

Ler conteúdo completo
Indicados para você