[ editar artigo]

Carta aos meus antepassados

Carta aos meus antepassados

Fiquei algum tempo, escrevendo, apagando, reescrevendo e lendo, fiquei pensando em como poderia escrever algo que além de tão complexo, mexe muito com o meu eu...

Talvez, agradecendo aos meus ancestrais?!

Sim, agradeço à todos eles que fazem parte da minha vida, até hoje. 

Quero dizer, que tudo que não foi encerrado como deveria, que todas as cicatrizes abertas e não curadas, eu quero curar. Posso demorar algum tempo, porque uma grande cicatriz, exige tempo e muita sabedoria para saber fechá-la.

Penso, o tanto de sofrimento, tristezas, sonhos de alguns que com certeza, não foram alcançados, quantos destinos foram encerrados, mas imagino tanta coisa... 

O quão grande foi o sofrimento de todos. Pois na minha geração atual, podemos ver, o quanto de cicatrizes abertas, e me pergunto, tudo isso é causado por sofrimentos dos meus antepassados, coisas que infelizmente, não aconteceram como deveriam. 

Mas aqui escrevo, que eu acredito em mim e em todos meus antepassados, que nessa nova fase, nada vou deixar acabar como não deve. Irei lutar por todos os meus sonhos e os seus sonhos ou até algo que não podia acabar na metade, como acabou, irei continuar. E meu grande esforço é não deixar que nenhum ciclo se encerre como eu não queira, não quero deixar buracos abertos para a geração do meu filho, dos meus futuros netos. 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você