[ editar artigo]

Carta aos meus Antepassados

Carta aos meus Antepassados

Queridos antepassados! Queridos, queridos antepassados! Eu vejo vocês! 

Quanta gratidão eu sinto! Agora eu sei! E me dou conta de quantas experiências de dor e sofrimento tiveram que passar até que eu pudesse chegar a esse mundo.

Queridos avós, bisavós, trisavós e tantas milhares de pessoas que pertencem ao meu sistema familiar. Muita gratidão!

Gratidão por tudo que fizeram e o que não puderam fazer. Sou consciente de que todos somos inocentes, porque somos movidos e por isso, cada um de vocês fez o que sabia e o melhor que podia nas circunstâncias que viviam. Tudo foi perfeito como foi para que eu chegasse à essa vida.

Tudo no universo foi perfeitamente colocado para minha evolução. Queridos ancestrais, eu honro e respeito vocês completamente desde o meu amor mais profundo e verdadeiro, com aceitação e sem julgamentos.

Amo Vocês! Amo vocês como a mim mesma!

Gratidão eterna à todos que colaboraram para o equilíbrio do nosso sistema, vivos e mortos, todos vocês pertencem em um lugar especial no meu coração.

Queridos avós, conhecendo a história de vocês faço reverência à tudo que viveram antes de que eu pudesse tomar a vida.

Não foi nada fácil, a experiência de guerra, o medo, a fome, a diversidade climática, os testes de resistência em longas viagens de navio cruzando um oceano desconhecido, os desafios e lutas, a discriminação que sofreram ao chegar ao Brasil e todas as adaptações que tiveram que se submeter para começarem uma nova vida em um país com idioma e cultura totalmente diferente do conhecido.

Eu sinto muito pelas grandes perdas dos meus tios não nascidos e pelos tios falecidos quando ainda eram bebês e por toda a tristeza que viveram em decorrência dessas perdas. Sei que não posso solucionar o que já passou, mas posso ver, reconhecer e agradecer pela força e pela coragem que tiveram de seguir adiante.

Agradeço também aos meus queridos pais que foram valentes, verdadeiros guerreiros sábios, que com nenhuma educação escolar, souberam levar nossa família adiante transbordando amor e dedicação para mim e para os meus dois irmãos vivos, com uma maestria sem igual.

Sempre souberam ocupar o lugar que os correspondia, com autoridade e muito respeito e admiração. Sempre soubemos, meus irmãos e eu, que éramos pequenos e vocês, papai e mamãe, eram grandes, grandes guardiões e protetores. Em nosso lar sempre houve ordem e sempre fluiu o amor.

Não me lembro de nenhuma discussão entre vocês diante de nós, filhos. Foram exemplos impecáveis em nossa educação, nos transformamos em adultos honestos e cheios de virtudes. Me lembro do orgulhosos que se sentiam de cada um de nós e, dos elogios que recebiam de todos pela educação que nos deram.

Sou o que sou hoje graças ao amor incondicional que me deram. Me deram o suficiente e muito mais! 

E por isso, honrando a todos que formam parte da minha ancestralidade, com muita paz e gratidão no coração, eu digo SIM a vida e sigo com muita força, num caminho feliz e florido em direção aos meus propósitos.

Com Amor,

Karen Janaina 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você