[ editar artigo]

Carta para a criança sofrida

Carta para a criança sofrida

Olá Stephany, como você está?

Hoje escuto você brincar, gargalhar e conversar no quintal. Às vezes com amiguinhas, às vezes sozinha ou com a vovó. A mamãe trabalha, viaja e é bem ocupada. Hoje você se distrai e tem sua vovó que te faz companhia.

Quando você nasceu, vovó que cuidava, mamãe trabalhava e eu escutava você chorar. Quantos passeios que você não ia. Só o irmãozinho, que já era mocinho, participava e você ficava.

Ainda bem que vovó te afagava!!

Tudo isso me perturbava, eu não entendia o porquê.

Muitas vezes chorava e rezava por você.

Acabei percebendo que você era Eu, só que eu não tinha vovó. Mas eu tinha vovô, que me visitava de vez em quando....e quando eu chorava, eu não encontrava um colo quentinho e cheio de carinho, que eu procurava. Porém minha irmãzinha, me dava colinho e eu fingia ser sua filhinha. Na verdade, éramos três irmãzinhas, que brincávamos de roda e de casinha.

Tudo passou e eu reencontrei em você, Stephany, eu pequenina e eu disse pra mim mesma: "Eu cuido de ti!"

Obrigada menina, você me fez ver a menina crescida que agora pode curar a ferida. 

Continue brincando e gargalhando no quintal,  você me inspira!

 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Claudia Camargo Fernandes
Claudia Camargo Fernandes Seguir

Sou Claudia, encontrei na constelação familiar um portal para o autoconhecimento e a possibilidade de curar o passado e libertar o futuro para o bem de todos. Quero fazer o meu melhor e contribuir de maneira positiva com o mundo. Gratidão.

Ler conteúdo completo
Indicados para você