[ editar artigo]

Como eu me sinto amada

Como eu me sinto amada

Para mim o amor mora nos detalhes, nas pequeninas demonstrações de cuidado. É assim que eu sinto que estou sendo amada.

E é exatamente do mesmo jeito que eu não me sinto apreciada, quando falta atenção às coisas bem simples. Por exemplo, falta de papel higiênico para mim é a mesma coisa que falta de amor.

Me explico... na minha casa éramos seis, quatro filhos em escadinha, pai e mãe, a grana era bem contadinha, logo, estoques não existiam na dispensa, quando algum item acabava os “mininu” (nós, os filhos) íamos correndo no mercadinho reabastecer a casa... era o just in time bem aplicado.

Assim era, só que eu não conseguia me conformar quando faltava papel higiênico, eu ficava muito brava, na minha cabeça de menina eu pensava... se sabem que está acabando, porque não se adiantam e compram antes que acabe???... na época eu não tinha tanta clareza de que estoques custam dinheiro e comprometem o capital de giro doméstico.

Na vida adulta eu carrego em mim esse pequeno trauma e sempre me certifico que tenha rolos e mais rolos de papel higiênico na minha casa. E gostaria muito que houvesse também muitos rolos na casa de quem eu vou com frequência.

Por isso, logo no início de um namoro há algum tempo atrás eu verbalizei para o tal namorado a importância do dito papel higiênico... fui super legal me comuniquei, certo? Certo, só que mesmo assim faltou papel, mais de uma vez com certeza, na casa do dito cujo. Aquilo me deixou cismada, sabe aquela vozinha que diz: "minha filha presta atenção nisso, se uma pessoa não se importa com algo assim tão pequenino e fácil de fazer, imagine como vai ser nas coisas grandes e mais difíceis?" Ignorei, segui com o namoro e comprovei mais tarde que a vozinha não poderia estar mais certa.

Como tudo o que vivo é o certo para mim eu honro essa experiência e aprendo com ela. Aprendo a não ignorar a minha intuição (as vezes ainda escorrego admito) que o tempo todo me mostra o melhor caminho a seguir e quem segue comigo.

 

Lis Reis

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Lis Reis
Lis Reis Seguir

Sou ativista da saúde plena, aquela que contempla corpo, mente e alma. Entusiasta e disseminadora das terapias integrativas e complementares. Pnlista, Gineterapeuta e Mulher Selvagem!

Ler conteúdo completo
Indicados para você