[ editar artigo]

Como o corpo de dor se renova

Como o corpo de dor se renova

O corpo de dor é uma forma de energia semi autônoma que vive dentro da maioria dos seres humanos, uma entidade constituída de emoção. Ele tem a sua própria  inteligência primitiva, como um animal astuto, e ela é dirigida basicamente para  a sobrevivência. Assim com todas as formas de vida, o corpo de dor precisa se alimentar com regularidade, e o alimento que ele necessita consiste numa energia que é compatível com sua natureza, isto é, que vibra numa frequência semelhante a sua.

Qualquer sensação dolorosa em termos emocionais pode ser usada como alimento. É por isso que ele prospera com o pensamento negativo e também com o conflito nos relacionamentos. O corpo de viciado em infelicidade.

Podemos ficar chocados quando alcançamos a compreensão de que existe alguma coisa dentro de nós que busca regularmente o negativismo emocional, a infelicidade. Precisamos ate mesmo de mais consciência para detectar esse processo dentro de nós do que para reconhece-lo em alguém. Depois que a felicidade assume o controle, não só não queremos que ela termine como também desejamos fazer com que os outros sejam tão infelizes quanto nós para que possamos nos alimentar das suas  reações emocionais negativas.

No caso da maioria das pessoas, o corpo de dor apresenta um estágio latente e um estagio ativo. Quando ele está latente, nós esquecemos com a maior facilidade de que carregamos uma pesada nuvem escura ou um vulcão adormecido dentro de nós, dependendo do campo energético do nosso corpo de dor em tempo especial. O tempo que ele permanece nessa condição varia de pessoa pra pessoa: o mais  comum é que se mantenha assim por poucas semanas, no entanto isso pode durar de dias a meses. Em casos raros, o corpo de dor pode ficar em estado de hibernação durante anos antes de ser despertado por um acontecimento.

 

Trecho do livro: Um novo mundo - O despertar de uma nova consciência

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Suzana Langner
Suzana Langner Seguir

Amor e perseverança

Ler conteúdo completo
Indicados para você