Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
loading
Direito SistêmicoVOLTAR

Como resolver o problema carcerário?

Como resolver o problema carcerário?
MILENA PATRICIA DA SILVA
mai. 5 - 2 min de leitura
000

Em resposta à uma pessoa que me perguntou sobre a solução para o problema carcerário eu escrevi o seguinte texto:

Como resolver o problema carcerário?

Como resolver eu não sei bem, mas tenho sugestões. 

Com políticas públicas adequadas, conseguimos oferecer condições dignas aos presos. Com projetos de inclusão e aprimoramento podemos encontrar atividades que possam ajudá-los na transição de sua vida de criminalidade para uma vida de trabalho. A base de toda essa história está na vinculada ao vínculo dele com a família e a sociedade. Também, é emocional, então se a gente oferecesse terapias, ajudas emocionais, horas de conversas e compreensão.

Viabilizar acesso àquilo que não puderam ter, como trabalhos dignos e respeito. Como um olhar compassivo. 

Existe uma tribo na África que quando alguém comete algo “errado” todos fazem um círculo, e colocam essa pessoa no centro. Ao invés de fuzilar, as pessoas da roda começam a dizer coisas positivas sobre aquela pessoa. Falar de suas capacidades e suas habilidades. Demonstrando amor àquele ser humano. Talvez pudéssemos adotar isso! 

Quantos de nós estaríamos dispostos a tirar um dia do nosso mês ou ano para arrecadar produtos de higiene para presos? Porque lá dentro eles se lavam na água gelada e com sabão no máximo. (Isso quando tem sabão). A comida, chega estragada muitas vezes nas mãos eles. As mulheres não têm sequer absorventes. 

Sabe, nossa sociedade quer muito vinde a mim. Mas, a gente não se preocupa com o mendigo na rua, com a criança maltrapilha pedindo dinheiro. A gente fecha o vidro do carro e ponto, problema resolvido. 

Oferecer condições significa criar condições para essa pessoa. Eu concordo que todo mundo que faz algo ilícito deve reparar o dano. Mas, para mim, não precisa ser desumano para isso. Acredito que a gente, enquanto sociedade podemos articular possibilidades contribuir de modo justo e humano para a humanidade. 

De qualquer forma, o tema é espinhoso, e requer discussão para encontrarmos solução. 

 

Participe do grupo Direito Sistêmico e receba novidades todas as semanas.


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você


    Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica

    Verifique as políticas de Privacidade e Termos de uso

    A Squid é uma empresa LWSA.
    Todos os direitos reservados.