[ editar artigo]

Como se cresce - Poeminha Sistêmico

Como se cresce - Poeminha Sistêmico

 

Se vir um rio triste
não esqueça que ali
não é exatamente o rio.
É só um pedaço dele
que, num desvio,
virou poça e entristeceu.

É que rio feliz flui pra o mar...

E sua alegria pode ser vista à distância
quando a chuva bate 
e traz de volta
a água dele 
que virou poça,
e depois chuva,
com a força do sol.

Eu vejo esse ciclo e me vem
que talvez meu avô me dissesse:
- Virando chuva, meu neto.
É assim que se cresce.

Leo Costa

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Leo Costa
Leo Costa Seguir

Educador há 25 anos! Cria de professora, olha no que deu. Terapeuta e Educador Sistêmico, sendo o que faz, fazendo o que é.

Ler conteúdo completo
Indicados para você