Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
loading
Constelações SistêmicasVOLTAR

MINHAS PROFISSÕES

MINHAS PROFISSÕES
Rosana Batista de Oliveira Correa
mar. 24 - 3 min de leitura
000

Conforme fui ouvindo você Olinda, falar sobre profissões, atividades que fazia na infância, me passou um filme.

Me vi fazendo algo que eu não gostava, que era cuidar da casa, eu lembro que era bem pequena cinco ou seis anos e já com um dever de ajudar limpar a casa.

Meu pai já nos acordava, para essa finalidade e eu não gostava, ele entrava no nosso quarto abria a janela e isso me irritava e não podia reclamar né,  dormiam as três irmãs no mesmo quarto, ah isso era gostoso.

Eu era uma criança, queria dormir mais, e acordar pra ver televisão, brincar na rua e não levantar com a obrigação de limpar a casa, sentia que era desnecessário tudo aquilo.

Lembro que aos sábados eu levantava, fazia minha parte correndo e ia para catequese, tinha uma parte da casa que era minha, era dividido os serviços, eu achava que era muito, eu queria brincar e passear.

Aos doze anos meus pais divorciaram, mudei de Ariquemes-RO, para Terra Boa-PR com minha mãe, e aos treze anos já comecei a trabalhar em um salão de cabeleireiro masculino, só lavando cabelo.

E ainda aos treze anos, melhorei de emprego fui trabalhar em uma relojoaria e joalheria, como atendente, amava.   Os donos da relojoaria abriram um mini mercado e fui trabalhar no mini mercado que era ao lado da relojoaria, trabalhei com essa família até os meus dezoito anos.

Após, me mudei pra Maringá-PR e trabalhei de secretária em 2 clínicas de dentista.

E aos 23 anos voltei para Terra Boa- PR e fui trabalhar de vendedora em uma loja de móveis, que fique até os 27 anos.

Tive até festa de despedida, me casei e mudei para Cianorte-PR e fiquei seis meses cuidando de casa, e lá trabalhei até 2010 como auxiliar na contabilidade, amava.

E fui ajudar meu marido no trabalho dele como representante de gráfica,  não deu muito certo, atrasava as entregas, não concordava com esses atrasos.

Então fiquei cuidando da casa, voltei a fazer algo que não gostava na infância, e foi nesse momento que pude me recolher e comecei a me autoconhecer, fazer retiros.

Conheci as constelações, e uma luz verde acendeu em meu coração, mais ainda não tinha entendido que era um chamado ao novo mundo, um mundo que eu iria me libertar.

Em maio de 2016, aos 37 anos, comecei fazer cursos de constelação e hoje sou terapeuta sistêmica, por amor e por escolha. E por herdar das minhas avós, o amor de cuidar do próximo com chás, compressas, xaropes caseiros, escalda pés, benzimento com raminho de arruda e tantas outras terapias, que curavam tudo.

Comecei trabalhar muito cedo, e durante a aula fui percebendo minha trajetória, e tive o insight de colocar uma constelação na água, fui colocando e agradecendo a cada um, conversando com cada patrão, cada chefe, colegas de trabalho, liberando e me liberando.

Foi muito bom agradecer a contribuição que cada um deles tiveram em minha vida e em minha formação como pessoa,  e após isso coloquei minha atual profissão terapeuta e os clientes, uso nos meus atendimentos as cartinhas da palavra da criança, e tirei a do amor, que fez todo sentido. 

Que módulo libertador, gratidão Olinda.

 

5000 gostos!

Participe do grupo Constelações Sistêmicas e receba novidades todas as semanas.


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você


    Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica

    Verifique as políticas de Privacidade e Termos de uso

    A Squid é uma empresa LWSA.
    Todos os direitos reservados.