[ editar artigo]

Constelações Individuais

Constelações Individuais

Autoria Conteúdo: Olinda Guedes

Realizado em Guarapuava - 14/09/19

O atendimento individual tem uma grande possibilidade. O terapeuta pode dar uma atenção exclusiva para o cliente, para o seu tema. O campo e atendimento individual é totalmente apropriado a temas ligados à orfandade e à segredos. Quando a memória traumática é intensa, é difícil tratar o seu tema em grupo. O atendimento individual proporciona um ambiente de muito mais proteção. Um atendimento individual se aproxima de uma relação parental, essa é a potência do atendimento individual. O poder de cura por meio da proteção e amor. Um trabalho terapêutico em grupo envolve uma exposição maior, uma necessidade de segurança para não intensificar o trauma.

O foco das Constelações são as memórias traumáticas. Todo tema é uma memória pessoal ou transgeracional. Tanto é que todos nós cuidamos em abrir nossos sentimentos, em tornar público, todos nós temos um sofrimento. Não é só uma questão de medo, é um profundo movimento do espírito com relação ao destino, porque todo destino revela uma história pessoal e toda história é sagrada. Portanto, além do aparente, o cuidado com a história pessoal, o zelo em não falar abertamente sobre, é um movimento natural do espírito em preservar a dignidade. Imagine uma garota que lutou contra o abuso sexual sendo vítima. Será um movimento natural desta alma em abordar esse assunto de uma forma diferenciada, da qual ela fala dos seus sofrimentos, ou projetos de vida.

O que a sociedade diz quando quer esconder algo, é apenas um movimento de preservar a sacralidade daquela tarefa que é considerada do ponto de vista social, inadequada. O movimento do silêncio, precede a confissão. A confissão é feita em voz baixa, só para o outro ouvir. A confissão é totalmente curativa, quando alguém afirma sobre um comportamento e tem consciência dos danos causados por este comportamento.

Todo sofrimento, todo trauma exige de nós uma reverência. Aquele que fala abertamente sobre seus problemas, não tem noção real de seus sofrimentos. Quanto mais a pessoa fala com mais gente, mais longe está da cura. Aquele que fala abertamente sobre sues sofrimentos, carrega um desejo inconsciente da justiça sistêmica. Existe neste sistema muitos danos que não foram reparados.

Para uma Constelação funcionar ela precisa tirar do transe, o trauma. É preciso tirar da consciência racional mecanicista aparente, é preciso colocar o cliente numa dimensão sensorial, é preciso que o cliente esteja não reativo. Constelar está muito mais para uma arte que um ofício. Cada vez que o cliente vem, é um novo cliente. Se é preciso conhecer a linguagem hipnótica no trabalho em grupo, no individual é preciso ser artista competente e humilde. Ao mesmo tempo que o terapeuta saiba  de sua capacidade, ele precisa conhecer seu território com prudência e ousadia.

Para Constelações Individuais, deve-se sempre utilizar recursos onde o cliente possa ficar à vontade, onde tenha imagens internas de soluções. Tudo são recursos (pedaços de papel, EVA, pedaços de madeira, almofadas, sapatos) e pode ser também o Playmobil. O essencial é apenas que se tenha segurança acerca dos recursos utilizados e que esses recursos não criem reatividade.

A gramática das Constelações Familiares com Bonecos

As Constelações Familiares com bonecos utiliza-se de uma linguagem própria, que através da posição espacial, informa dados sobre os relacionamentos. É como se nós estivéssemos lidando com a linha do tempo que vai desde o passado, às coisas que já aconteceram, os antepassados até o futuro. O cliente está posicionado no presente, meio da linha. Do lado direito do cliente vão estar posicionados ao mais velhos, do lado esquerdo, estarão posicionados os mais novos. À direita estará quem veio antes, à esquerda quem veio depois. Por exemplo, se o cliente tem irmãos, os mais velhos ficam à direita e os mais novos à esquerda e se ele posicionar algo diferente disso, está na inversão da ordem. Outra diretriz de hierarquia e ordem é o passado e o futuro. Todas as pessoas mais velhas e que vieram antes, vão atrás do cliente. As que vieram depois estão no futuro, ou seja, na frente do cliente. Por exemplo, cliente no meio, pais atrás, filhos na frente. Assim a gramática do trabalho com Constelações com bonecos se dá a partir da posição espacial dentro das vertentes do tempo: “passado, presente e futuro.” No futuro ficam os filhos, as metas. No presente, fica o cliente. À direita dentro da ordem, fica o masculino, primeiros parceiros, funcionários mais antigos, irmãos mais velhos, amigos mais antigos. À esquerda os funcionários que entraram depois, os amigos mais recentes, o segundo parceiro.

O método dos bonecos Playmobil têm as cores básicas. Os adultos e as crianças têm a versão masculina e feminina, têm também as crianças das mesmas cores. Precisamos que eles sejam bem básicos, não precisamos sobrecarregar o cliente com excesso de informações. A distância entre os bonecos é outro ponto importante, pois nos dá o referencial de posição, em qual geração está o elemento, em qual geração está trabalhando o cliente. Onde o cliente posiciona o boneco do sintoma, trás a informação da posição espacial e da geração que o boneco está relacionado.

Esta gramática é baseada no método do genograma. Deve-se lembrar sempre que, apesar do cliente ser adulto, o trabalho é feito com sua criança interna, na época onde não tinha estrutura para resolver os traumas da esfera dos pais. 

Sobre as cores

Os bonecos amarelos representam o dinheiro, a subsistência e o poder.

 Os vermelhos, a vida, a vitalidade, a força e a determinação. Vermelho também é perigo, desrespeito também aos que tiveram que vencer grandes batalhas.

O branco significa a transcendência, a paz, a espiritualidade, a reconciliação, o divisor de águas. Aqueles que morrem de fome, inocentes, aqueles que se dedicam às causas, que tiveram que fazer uma grande renúncia para que a vida seguisse.

O verde representa o aspecto da matéria, da nossa humanidade, as condutas humanas, a cura na dimensão humana. Diz respeito também à sobrevivência orgânica através das matérias.

O azul diz respeito aos que tiveram que ter muita diplomacia interrelacional se aliando a um povo estrangeiro.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Maria Helena Wantroba
Maria Helena Wantroba Seguir

Olá! Sou uma aprendiz desta nova visão que desponta, após conhecer as Constelações Familiares. E esta "nova visão" está sendo um marco para minha vida e para meus relacionamentos. Tudo melhora, quando compreendemos mais sobre a vida! Gratidão!

Ler conteúdo completo
Indicados para você