[ editar artigo]

Cuidado com a ideia de "seguir o coração"

Cuidado com a ideia de

Costumamos ouvir coisas como "siga o seu coração... faça o que o seu coração mandar...", como se o coração fosse o lugar onde mora nosso verdadeiro eu, nossa essência, nossa verdade mais profunda...

Olhando dessa forma, até parece uma boa ideia... mas deveria ser claro que isso é algo simbólico. Na prática, "seguir o coração" geralmente significa agir com base em suas emoções, e não com base em uma análise mais racional.

Por exemplo: Talvez você conheça alguém cuja vida amorosa parece uma novela mexicana... a pessoa termina o relacionamento na segunda-feira, e na quinta já volta com o ex-parceiro, mesmo sabendo que sofrerá, pois o parceiro costuma trair e não quer nada sério... Esse vai e volta já dura dois anos... O que leva essa pessoa a manter esse tipo de relacionamento? Você acha que essa decisão é mais racional ou emocional?

Esse é um típico exemplo de um vício emocional. Um vício emocional funciona de maneira parecida com os vícios em drogas... Assim como um viciado em álcool, já acorda querendo encontrar uma forma de saciar o seu vício, uma pessoa com vício emocional tem o mesmo impulso.

Existe gente viciada em estresse, tristeza, solidão, em ser enganado, ser traído, ser tratado como lixo, em não ter ou em perder dinheiro... algumas são viciadas em mentir, tirar vantagem dos outros, em medo, reclamação, controle, vitimização, raiva, entre outras...

Costumamos dizer que alguém tem um vício emocional quando costuma repetir muitas vezes o mesmo padrão comportamental. No exemplo acima, do relacionamento, a pessoa possivelmente tenha um vício emocional em ser traída, abandonada, em raiva, ou até mesmo em ser tratada como segunda opção... Olhando de forma racional, é horrível, não faz sentido continuar daquele jeito... Mas emocionalmente falando, ela está saciando seu vício com aquela relação.

E é por isso que seguir o coração costuma ser uma grande armadilha, pois essa atitude geralmente nos leva direto para uma situação de vício emocional.
Já vi dezenas de profissionais que "seguiram seus corações", largaram suas profissões para fazer outra coisa, e hoje passam grandes dificuldades financeiras. Quando vamos analisar a vida da pessoa, percebemos que é um padrão que ela vive desde pequena... Na sua infância, sempre faltava dinheiro... ela foi aprendendo que a vida era daquele jeito... ela foi desenvolvendo esse vício emocional em falta de dinheiro... e hoje, consegue saciar o seu vício todos os dias.

Todas as decisões envolvem emoções, mas a razão existe justamente para equilibrar a situação, para pensar sobre o assunto, criar estratégias, analisar os prós e contras, planejar, corrigir... Então antes de sair por aí "seguindo seu coração", certifique-se de que ele não está te levando para o buraco.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Fernando Eing Gonçalves
Fernando Eing Gonçalves Seguir

É só indo que se vai!

Ler conteúdo completo
Indicados para você