[ editar artigo]

Dia do trabalhador

Dia do trabalhador

Dia do trabalhador!!!

Você já parou para pensar em quanto trabalho seu sobrenome carrega!?

Ao conversar com o escritor Urandiense Sebastião Silva, sobre a história do município de Urandi que fica no sul da Bahia, comecei a aprender os detalhes sobre a história deste município que se mistura a história da família Fernandes Baleeiro.

Na época, segundo o autor, os Fernandes Baleeiros eram considerados como família nobre, o que eu desconfiava já, agora o que não sabia era como essa família enriqueceu, como trabalhavam, o que faziam para se manter e como se adaptaram após a abolição da escravatura.

Na verdade, muitas famílias, faliram após a libertação dos escravos, mesmo por que os escravos de Urandi, que muitas vezes vinham de Caetité, e existe informações que na redondeza existia lugares específicos para reprodução dos negros que depois eram escravizados, quando foram libertos perderam o valor de troca, então se deduz que as famílias que possuíam muitos escravos tão úteis como mão de obra e moeda de troca, ficaram sem ter o que fazer com seus agregados e tiveram que mudar de atividade.

Sebastião conta que quem pode estudar, ser um médico, engenheiro ou advogado conseguiu prosperar na vida. Os escravos tiveram que pedir sobrenome para poder pertencer ao lugar, os portugueses que ali habitavam cediam o sobrenome.

Existem histórias que mostram que existiam famílias com casamentos arranjados para poder garantir as posses. Fulano da família tal vai casar com ciclano de família tal. Ou, e isso me deixou espantado, primos casavam com primos com o mesmo objetivo.  

Outra curiosidade são os sobrenomes que eram trocados por conta de perseguições. Os assassinatos e tocaias eram muito comuns.

O que entendo com mais clareza hoje é que, dificilmente conseguiremos contar a história de um local sem incluir as principais famílias e suas histórias, e não contaremos estas histórias sem incluir os sobrenomes. Portanto, é importante aprender a história que teu sobrenome tem, e aí então você irá sentir mais de perto quanto trabalho que seus ancestrais realizaram para que hoje você esteja exatamente onde você esta, vivo e lendo está postagem!

Qual é a história do seu sobrenome!?
Feliz dia do trabalhador!!!
Grande abraço!!!

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Diego Fernandes Baliero
Diego Fernandes Baliero Seguir

Olá. Me chamo Diego Baliero, conheci o trabalho das constelações através da professora Olinda Guedes no ano de 2013. Tenho 33 anos, trabalho como professor de música.

Ler conteúdo completo
Indicados para você