[ editar artigo]

É impossível florir?

É impossível florir?

É impossível florir?

Vejo que muitas pessoas se sentem reféns de tudo o que se passa em sua trajetória. Certa vez observei um senhor, com pouco mais de 50 anos que me disse que nada poderia mudar na trajetória de vida dele. Ele sentia exatamente isso. Como se tudo fosse fixo e como se o amanhã trouxesse apenas o final, o nunca mais, a conclusão da vida. E porque nos sentimos assim?

Somos ensinados desde muito cedo que o vilão é o outro, que tem inimigos a espreita só aguardando nos criar dor, e por isso temos a sensação de que todas as nossas dores pertencem ao outro. Ou seja, alguém me magoa, o problema foi a pessoa ser assim. Alguém me machuca e eu considero aquela pessoa nociva para mim. Mas, esquecemos de tratar a dor que fica. Porque essa dor sim é responsabilidade nossa. Pode ter sido causado por outro, mas concorda que agora ela mora dentro de você? Então é sua.

Enquanto ficamos procurando vilões e responsáveis por nossas dores, ficamos sempre na dualidade vítima x agressor, alimentando a sensação que temos de nos sentirmos incapazes de transformar o que é necessário para sermos felizes.
Falar parece fácil, mas é impossível mudar?

Certa vez uma garotinha de 7 anos me disse que para acertar um desenho, bastava fazê-lo inúmeras vezes. (Porque para se ter resiliência precisa estar começando a vida?)

E a vida é assim mesmo, para consertarmos uma dor é necessário vivermos ela algumas vezes, as vezes nos deixando abater, as vezes olhando de fora, as vezes tentando cura-la, e as vezes curando de fato.

Se você sente muita dor meu caro amigo, e essa dor parece infinita, tem algo de diferente que é necessário fazer para mudar o curso das coisas.

Já dizia aquela frase que escutamos ao menos uma vez na vida: Não adianta fazer as mesmas coisas, esperando resultados diferentes. E isso é fato. 

Quero dizer para você que ao olhar para sua dor, essa que carrega, as vezes funda, as vezes rasa, vai te fazer conhecedor, um buscador. E ela só irá se curar de fato, ao se responsabilizar por ela. Não importa quem a fez e em quais circunstâncias. Ela vai continuar existindo dentro de você.

É perceber que agora, no adulto, você dá conta de cuidar dessa dor. E se sozinha parece impossível, busque as ferramentas e terapias necessárias! Vai! O tempo é seu auxiliar.

Quando Deus escalou você para a peça da vida ele não te colocou como vítima, e sim como autor. Porque é que você se coloca nesse papel?

Hein?
​​​​​​​

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Rayanne Jarcem
Rayanne Jarcem Seguir

Um cadinho de Cláudio e um tantin de Edilma! Uma mistura que cresceu e foi investir no amor a vida. Também pudera, o que eles me deram é muito grande. É o novo, portanto, é poesia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você