[ editar artigo]

FALTA DE LIBIDO - ONDE ESTÁ O PRAZER, O DESEJO?

FALTA DE LIBIDO - ONDE ESTÁ O PRAZER, O DESEJO?

Uma pessoa escreveu:

... tenho tantas perguntas. Uma delas é:

Por que ainda é tão difícil as pessoas falarem sobre problemas sexuais? Sobre sexo, sexualidade.

Sobre falta de libido?

E também quero relatar aqui que preciso de ajuda para meus sintomas.

Tenho muito desconforto na região do útero, seios doloridos, falta de prazer sexual. Fiz constelações sobre estes sintomas e continuo com este corpo de dor.

O que preciso fazer? Preciso de ajuda!

Querida!

Quando leio suas palavras, eu me lembro dos poetas. Tem tantos.

Cada um sabe a dor e a delícia de ser quem é. Certamente muitos já ouviram isto.  Mas, o que tenho certeza é de que a maioria mesmo, já experimentou mais a primeira parte da poesia.

Dor!  A humanidade é feita disso. Apesar de não ser esse o sonho de Deus para nossa vida.

A humanidade acredita que a infância é um tempo da vida de se adestrar, consertar. Sei lá quais verbos usaria. Chega me embrulhar o estômago.

Então, lá na infância começa o estrago.  Agonia! 

Não se permite ter alegria.  Não se permite viver feliz, pular, correr, dançar, cantar. Nada!

Então, se pensa que o ser, depois que alcançar sua maioridade, ele terá maturidade, funcionalidade e estará educado, bem educado para ser tudo. Inclusive feliz.

Ledo engano!

O tipo de relacionamento que se tem com as crianças é um investimento que para resultar em felicidade, só se tiver muita, muita, muitíssima sorte.

Voltando ao assunto inicial e indo direto ao ponto:

Falta de libido é resultado de infância reprimida. 

Dores pelo corpo é necessidade de contato, estímulo, cuidado. Se resolve com tratamento sistêmico: reposição hormonal e massagem reparentalizadora sistêmica.

Ou seja a solução é simples:  descobrir a delícia. A segunda parte da poesia.

A alegria, a felicidade, o prazer, estão dentro de nós também. Só precisa descascar, limpar as sujeiras que jogaram na linda existência.

É sempre tempo de ter uma infância feliz, já disse Erich Fromm.

Ele também disse:

A principal tarefa na vida de uma pessoa é a de dar nascimento a si própria.

É para isto que existe a Constelação Sistêmica, a Constelação Familiar: resolver as amarguras da vida.

Um abraço feliz e florido!

Olinda Guedes

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
OLINDA GUEDES
OLINDA GUEDES Seguir

Oilá, gente linda! É uma boa história a minha vida... ainda temos muito a viver. A parte mais linda é ser "Mamain" das duas princesas Nina Maria, Camila Maria e dos cinco príncipes cavalheiros...

Ler conteúdo completo
Indicados para você