[ editar artigo]

Feliz dia dos Namorados: Para os casados!

Feliz dia dos Namorados: Para os casados!

Hoje comemoramos e celebramos nosso 9º dia dos namorados juntos! Thiago e eu!

Nono dia dos Namorados juntos!

Mas para mim, parece que estamos juntos há apenas alguns meses, pois quando vivemos numa relação feliz, parece que o tempo voa!

Quando nos sentimos tristes, apreensivos, sufocados e até abusados numa relação conjugal, o tempo parece que não passa. 1 mês, 1 ano parece uma eternidade...

E ainda há pessoas que suportam viverem juntas, mesmo depois que o amor acaba...
E empurram suas vidas com a barriga, não deixando mais que o amor flua, porque estão cobertas de razões, de mágoas, de rancores, de falta de perdão... Esses casais simplesmente não tocam nos assuntos, porque quando tocam, é só briga.

Estou aqui hoje pra falar pra você que o amor verdadeiro existe e, para amar, você precisa ter coragem...

Para amar, você precisa ter ação congruente de amar... Não de dominar e nem de sufocar o outro obrigando-o a fazer tudo o que você quer.

Amar é uma entrega, amar é...
Independente de contrato, independente de votos, "Eu escolho ficar... eu escolho permanecer com você e amar você com toda minha alma! Eu aceito você do jeito que és... por inteiro!"

Hoje não é somente comemorado o dia dos Namorados, no sentido de namorar, mas também é comemorado o dia dos eternos namorados, de pessoas que já estão casadas, assim como eu.

Então, como eu já estou num segundo casamento, eu sei muito bem o que é viver uma relação onde não há amor.

Vivi 10 longos anos... quase 11 anos numa relação abusiva (de co-dependência emocional), porque tinha esperança de que um dia meu primeiro marido iria me amar, respeitar, querer formar uma família comigo... e por quase 11 anos eu vivi numa ilusão.

E quando eu decidi sair daquela relação, a força era tão grande para eu permanecer naquela situação, que eu quase voltei atrás.

E mesmo sem nenhuma perspectiva, sem nenhuma esperança de encontrar um novo amor, porque naquele momento eu não estava nenhum pouco esperançosa em encontrar alguém que me amasse de verdade, eu decidi permanecer sozinha... Eu e Deus, com meus entes queridos (pais, irmãos, sobrinhos...) - minha família de origem e meus amigos.

E eu condicionei que se um dia o amor viesse, ele teria de passar um teste.

E esse novo amor, depois de apenas um ano, chegou!  O meu lindo e atual esposo Thiago passou por vários testes do amor comigo.

Não que eu queira me gabar que sou perfeita ou que eu quisesse exigir perfeição de quem quisesse estar ao meu lado, mas por causa das más experiências que eu tive no passado, eu não poderia mais me permitir passar novamente por tudo o que havia sofrido.

Então quando conheci o Thiago, eu só me permiti namorá-lo! Sem nenhuma expectativa.

E então, nós passamos nosso primeiro dia dos namorados... Foi lindo, pleno... maravilhoso! Ganhei uma flor grande, linda, que pode ser vista na foto dessa publicação.

Só que pra mim, naquele momento, era só uma diversão! Embora estivesse muito apaixonada, eu pensava que aquilo tudo poderia desmoronar de repente... Então eu não entreguei meu coração... Apenas me dei a liberdade de me divertir e pensava: "- Vou me divertir hoje! Por hoje eu vou ser feliz!"

Eu não queria saber do futuro, nem fazer planos para o amor... 

Porque pensar no futuro, para mim, era algo doloroso demais...

E o tempo foi passando...

Tivemos a segunda celebração do dia dos namorados... a terceira, a quarta, a quinta... E antes da sexta celebração do dia dos namorados, nos casamos no civil e engravidamos do nosso primeiro filho... Infelizmente, o perdemos na décima segunda semana de gravidez...

Mas antes da nossa sétima celebração do dia dos namorados, já tínhamos engravidado de novo e passamos esse dia já com a Carolzinha em nossos braços.

Antes da nossa oitava celebração do dia dos namorados, já estávamos casados no religioso. Casei de branco e Carolzinha foi o nosso lindo "buquê"!

E cá estamos hoje na nossa nona celebração do dia dos namorados... 
Temos muito o que agradecer a Deus! Pois estamos felizes, saudáveis, prósperos e amando cada vez mais um ao outro. O amor só cresce... Assim como as plantas...

E por falar em plantas, quero dizer que amar é cultivar!
Você quer ter um belo jardim sempre?

Não adianta você ir lá na floricultura, comprar várias flores lindas, plantas ornamentais, a terra, o adubo, as pedrinhas branquinhas... E chegar em casa, montar um jardim belo, pra depois largar tudo pra lá.

Você precisa fazer a manutenção:
Cortar a grama periodicamente, retirar as folhas secas do jardim, plantar flores de época, aguar as plantas, inserir mais adubo...
Deve fazer isso em todas as épocas e em todas as estações do ano... respeitando sempre todos os ciclos, renovando, cuidando e zelando.

Se você não cuida do seu jardim, ele vai morrer... ou virar um matagal... 
Da mesma forma, se você não cuidar da sua relação com palavras e ações de amor, alegria, carinho, respeito, dedicação... Como ficará esse relacionamento conjugal?

Se você não trata com doçura o seu cônjuge, não ajuda a cuidar da casa, das suas coisas, nem nos cuidados com os pequenos... E ainda vive reclamando, cobrando, exigindo do outro... Como vai querer que sua relação seja a de "os eternos namorados?"

Enquanto um(a) está toda(a) belo(a), lindo(a), charmoso(a) e folgado(a), o(a) outro(a) está lá todo(a) descabelado(a) com a rotina da casa e da família.
Sem equilíbrio nas relações, a balança pende pra um lado e arrebenta uma hora.

Casais que não curam suas feridas, tendem a desenvolver doenças emocionais e físicas, sabia? Por isso é importante participarmos sempre de grupos terapêuticos! Para que esses casais tenham uma vida mais plena... mais feliz!

Já ouvi pessoas falarem que invejavam (inveja branca) da minha relação com o Thiago, mas quando falo o que fazer, muitos acham que é demais... e não querem se dar ao trabalho... Daí dizem: "- Vocês são como a Família do Comercial de TV... impossível eu conseguir isto também!"

Impossível é só uma opinião e não um fato, como li num outdoor outro dia.

Então, o segredo da felicidade, do amor em casal e de se viver uma vida de "Eternos namorados", mesmo vivendo juntos durante tantos anos, não é algo estático.
Não é: "- Ah, agora nos casamos ou decidimos ficar juntos e somos felizes pra sempre!" Não! Não é assim... é apenas o começo!

Se você tem essa consciência de conquistar todos os dias o seu amado, a sua amada amante, sua eterna namorada, seu eterno namorado, você sempre vai viver numa relação feliz, de troca, de equilíbrio, de dar e receber... Não oferecendo esperando algo em troca, mas oferecendo de forma tão generosa, ao ponto do outro perceber e querer retribuir. E mesmo nos dias mais difíceis, de alguma doença ou desequilíbrios financeiros ou distante fisicamente, o amor nunca será posto em xeque-mate, se ele for de fato verdadeiro. Antes, ambos serão nutridos pelo amor até encontrarem forças novamente. E o ciclo se renovará ou encerrará, no caso da morte física.

É essa minha consciência hoje em dia: "Envelheça junto comigo... o melhor ainda está por vir..." como diz a letra de uma música de John Lennon*.

Há segredo para um relacionamento feliz?
Há sim! E é este a seguir é mais um dos segredos:
Ame! Ame com sinceridade! Ame com palavras! Ame com ações! Ame de toda sua alma e de todo o seu coração e mente!

"- Ah! Mas eu amo e não sou amada..."
Então vá pra terapia! Às vezes você pode estar numa relação de codependência emocional e nem se deu conta disso! Temos várias terapeutas maravilhosas aqui na comunidade Saber Sistêmico! Converse comigo inbox, que você irá encontrar o(a) terapeuta ideal para lhe ajudar.

E pra finalizar, quero dizer:

Quem diz que ama a Deus (que não vê), mas não ama o próximo, engana-se a si mesmo... Mas quem ama o próximo que vê, está demonstrando a Deus o amor que sente por Ele.

Desejo a todos um Feliz Dia dos Namorados!
Paz e Bem!

* Referência à Música "Grow Old With Me" de John Lennon

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Marinez da Silva Amatti Grochewski
Marinez da Silva Amatti Grochewski Seguir

Me chamo Marinez, sou filha da Adel e do Tião. Sou cantora, violonista, compositora, casada e mãe. Tenho formação em Constelação Familiar e PNL, pelo Instituto Anauê-Teiño. Espero compartilhar com vocês várias das minhas reflexões e experiências!

Ler conteúdo completo
Indicados para você