[ editar artigo]

Fichamento de leitura: A FONTE NÃO PRECISA PERGUNTAR PELO CAMINHO

Fichamento de leitura: A FONTE NÃO PRECISA PERGUNTAR PELO CAMINHO

DADOS DO LEITOR

Nome completo: Paulo Rogério De Rossi

Curso: Formação Real em Constelações Sistêmicas

Data de Inscrição: 25 de julho de 2020

Data: 06/08/2020

DADOS DO EXEMPLAR LIDO

Título: A fonte não precisa perguntar pelo caminho

Autor: Bert Hellinger

Tradutor: Eloisa Giancoli Tironi Tsuyuko Jinno Spelter

Edição: 3ª

Local de Publicação: Patos de Minas - MG

Editora: ATMAN - Ltda

Ano: 2002


Orientação Para Fichamento

1- Qual a mensagem global que o autor deixou para você?

Que a nossa postura diante de determinadas situações, nos preparam para compreensões mais profundas, que unidas a uma determinação maior, muito estudo, conhecimento do que se quer mudar, e um olhar sistêmico, nos leva a possíveis soluções mesmo que o máximo seja exigido de nós.

2- A partir do que você leu, enumere 10 dicas para você criar excelência para sua vida.

a) Que a sabedoria é o fruto de uma longa disciplina e exercício, mas aquele que a possui, a possui sem esforço;

b) Que é preciso fechar os nossos olhos para nos encontrarmos;

c) É preciso ficar atento com a verdade, pois ela emerge como um relâmpago do ausente para o presente, volta a imergir no ausente, reluz brevemente e desaparece;

d) Jamais sentir ódio de alguém para não ficar preso a ele nessa dinâmica;

e) A constelação não depende de mim como terapeuta, mas de que algo venha à luz através da mesma;

f) Aprender algo não é sentar na primeira fila, é se debruçar de corpo e alma sobre o que se quer aprender e saber que sempre depende de nós e não do outro;

g) Que amor que engana é simples covardia;

h) O mais importante não são a imensidão de perguntas que queremos fazer e sim, prestarmos a atenção e nos ligarmos a alma;

i) Que a alma é um lugar onde estou e participo;

J) O segredo do caminho consiste em que se progrida deixando para trás tudo o que foi até então.

3- Considerando a realidade onde vive, o que você aplicou, imediatamente, assim que leu?

Fiquei atento ao campo das sensações, pois quando não sei como devo proceder, entendi que devo me retrair. Fiz isso em algumas situações e também comprovei que é verdade, parece que ficamos numa área vazia onde a cabeça não se agita, pelo contrário, se acalma e parece que logo a situação se esclarece.

4- O que você transformou em si mesmo com a leitura deste livro?

A compreensão de que como numa árvore as questões decisivas estão na raiz, que por vezes, é a que mais está escondida. Por isso que não adianta querermos saber sobre o todo da pessoa, interpretando só o que se vê, na verdade as questões mais fortes estão mais profundas que é onde aparece a solução.

5- Quais as mudanças que você se compromete em tornar real a partir desta leitura?

De internalizar que é o momento que me sustenta. E que segundo o autor, pode dar certo, e pode dar errado, e isso é tudo. Não sei como termina. Mas que se der errado devo, também estar preparado. Isso nos alivia a ponto de mergulhar sem medo nas situações. Dando certo, ótimo. Não dando, recomeça-se sem culpa e sem medo.

6- Se você encontrasse o autor do livro, o que você diria a ele?

Quando trabalhamos com forças ocultas nas constelações, que frequentemente não nos são acessíveis, situações de gerações anteriores por exemplo. Quais seriam as melhores soluções e encaminhamentos a serem dados para conduzir a alma? Se é que seria possível prever isso.

7- Enumere 3 pessoas para as quais você sugeriria este livro e justifique.

Altemir – Porque passamos horas conversando sobre esses assuntos e seus efeitos dentro de nossa família.

Neura – Porque nos tornamos dois buscadores com sede em relação a esses conhecimentos sistêmicos.

Luiz – Conversas sobre nossos antepassados e como influenciaram nossas vidas atualmente.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você