[ editar artigo]

GRAMÁTICA DAS CONSTELAÇÕES

GRAMÁTICA DAS CONSTELAÇÕES

A mestra Olinda Guedes nos ensina a gramática das cores utilizadas no método de constelações na água desenvolvido por ela. As cores são elementos importantes nas constelações, pois cada cor tem um significado no campo das constelações e traz muita informação sobre o cliente.

Branco – Traz informação de transcendência, pureza, inocência; tempo quântico do tempo circular. Quando o branco representa o cliente é importante o constelador observar o que ainda está a espera, o que ainda não concretizou na vida do cliente. Por exemplo, uma pessoa com mais de trinta anos e ainda não sabe se quer ter filhos. Um cliente representado pela cor branca traz informação do campo de que tem aspectos que precisam ser acessados; que o cliente precisa perder alguma inocência para que sua missão se cumpra. Outros sinais da cor branca são: - Tenha coragem de SER humano. Torne-se humano.

Preto – Representa um campo imenso de possibilidades, com muito esforço, muita energia de matéria. Pessoa com muita disposição. Pessoas realizadoras, que estão sempre ajudando, realizando; é altruísta, se priva para agradar os outros. Também traz pessoas excluídas no sistema. Esta dizendo: - Eu carrego muito pelo meu sistema. Traz memória dos excluídos.

Vermelho – Representa a energia da vida, de luta, de ação, de reação, da vontade de viver, da disposição para o afeto; sentimento de prazer, de alegria, movimento. O cliente que escolhe a cor vermelha para representa-lo está em sintonia com a energia da vida, quer fazer a diferença, tem cede de realizar sua missão, sua obra. Vermelho significa também, que o cliente representado por essa cor, muitas e muitas vezes experimenta solidão.

Azul – Representa disposição para pacificar. São pessoas que tem muita facilidade de servir, sempre com foco de pacificar. São pessoas que fazer tudo para que haja paz; carregam sempre mensagem de altruísmo, compaixão, empatia, sempre sorriem, mesmo se o coração está triste. Contudo, muitas vezes, não são vistos porque carregam a dor dos excluídos, as obras não vistas do seu sistema. Quando elas constelam frequentemente percebem dons e ao manifestarem esses dons, elas curam a invisibilidade.

Amarelo – Quem escolhe essa cor para o representar, são pessoas que carregam a missão de chamar o seu sistema para o uso da razão, do bom senso, da lógica. Estão sempre mediando. Estão sempre profundamente comovidas pelas questões humanitárias, são pessoas com capacidade telepática natural, de compaixão natural. São capazes de perceber o que nunca foi dito para ninguém. Tem a capacidade de ver além do aparente. É natural pessoas se abrirem com elas, e é natural elas pensarem em soluções práticas. São pessoas pé no chão. Por perceberem tanto a realidade do sofrimento humano, é comum sentirem dores nos ombros, peito, estômago e pernas.

Verde – Representa a energia da transformação, da esperança. Quando o cliente escolhe o verde para representa-lo, ou ele já sabe qual é a sua missão, ou está a um passo de saber. São pessoas que vem para curar independente de sua profissão. Elas curam o que quer que elas toquem. São terapeutas, curadores natos. A dica é que usem alguma peça de roupa de cor verde para protegerem sua energia.

Na gramática das constelações a cor verde representa aquele que consegue trazer esperança por onde passa. Contudo, é muito comum sentir exaustão energética, por sentirem as dores do mundo e se doarem energeticamente. É comum perceber a energia dos ambientes, energias coletivas; é comum ficar cansado, ter dores de cabeça, ter a sensação de não saber o que fazer. São pessoas que trazem o dom de perceber as feridas do mundo.

Olinda Guedes reforça que, não podemos impor a leitura do campo. O que faz sentido completa, constela.

Por isso devemos perguntar:

- Isso faz sentido pra você? Ressoa em você? “Caiu alguma ficha”?

Ao transcrever esse texto a partir dos ditados de Olinda Guedes, nas respectivas aulas, concluí que a cor vermelha é predominante, conforme escolhida por mim em minha primeira constelação na água. Porém, percebi que me identifico também com as demais cores em alguns aspectos, umas mais: azul, amarelo, outras menos: branco, preto, verde.

Penso que a perfeição, a cura, o milagre seria curar as fragilidades e harmonizar o potencial de todas as cores. Aí seríamos pessoas integradas, totalmente funcionais.

Mas claro! Somos humanos e a cura faz parte a evolução/conversão.

É como diz Olinda Guedes, é uma jornada.

Encerro aqui os textos dos módulos. Gratidão!

 

(77) Одноклассники

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você