[ editar artigo]

Leis do amor, a inspiração

Leis do amor, a inspiração

Sentir-se pertencente a família, a turma da escola, ao grupo de amigos, a gangue, ao time de futebol, a torcida organizada, ao fã clube, sentir-se pertencente a manada é o selo que precisamos pra encontrarmos nossa paz.

Mas só este sentimento não basta para termos quietude na alma e no coração.

Precisamos saber nosso lugar, ocupar este lugar, respeitar o lugar do outro, abrir nosso coração, aconchegar todos, estejam juntinhos de nós ou em outra dimensão.

Honrar todas as pessoas, pai, mãe, avós, bisavós... enfim, honrar todos os nossos ancestrais, reconhecer que foram eles que abriram caminho pra nós. Que foram através das suas lutas, suor, lágrimas, valentia ou covardia, que aqui estamos nós.

Gratidão à todos eles, agora os vemos, sentimos muito e reconhecemos somos pequenos, vocês são gigantes.

Levamos a vida a diante como forma de gratidão, sempre atentos com nossas atitudes e equilíbrio nas ações!

Concordar, agradecer, pedir e reparar danos, serão atitudes vividas no nosso cotidiano.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você