[ editar artigo]

Meu filho está doente por lealdade a mim ou à mãe?

Meu filho está doente por lealdade a mim ou à mãe?

“Um dia a areia branca teus pés irão tocar e vai molhar seus cabelos a água azul do mar.”   Debaixo dos caracóis dos seus cabelos – Roberto Carlos

Quando se canta  o amor do coração e as saudades da pátria mãe, muitas vezes pensamos que é apenas o pensamento romântico do poeta. Mas, não é.

As palavras de um homem são as palavras de todos os homens.  O que há no coração de um, há no coração do mundo.

Pensar como manada nos torna mais humildes, menos vaidosos, mais cooperativos e compassivos.

Um homem e uma mulher só podem gerar uma criança se em ambos os sistemas tiver algo muito similar. Tiver as mesmas demandas e necessidades. E eu diria algo mais: se tiver também possibilidades infinitas em ambos os sistemas de se curarem.

Os sistemas são tão inteligentes que não admite que uma pessoa cheia de problemas e desafios se uma com alguém que seja  perfeito, sem problemas, marcas, sofrimentos.

O que é evidente em um sistema é implícito em outro. Será que já falei isso aqui?

Então, do lado de meu avô materno tem histórico de relacionamento conjugal com prostitutas e filhos não reconhecidos.

Do lado de meu avô paterno tem histórico de machismo, de misoginia (ódio às mulheres), de exclusão de cônjuges mais pobres e abuso sexual.

Pronto!  Portanto, meus pais puderam se encontrar e nós filhos, cada um a seu modo, carregar um tantinho desse destino. 

Quando eu era mocinha, não entendia porque havia solteiras em minha família, e também não entendia porque o abuso era presente.

Anos mais tarde, ao me relacionar com uma pessoa misógina, descobri totalmente o destino de meu sistema e puder completar.   Recentemente, entendi a história de meus filhos, se fossem outros, não seriam meus. Porque eles também tem em suas histórias biológicas o mesmo histórico de nossa família. Nos compreendemos, amamos e nos amparamos. Sabemos completamente o que é ser quem somos. A dor e a delícia de ser quem somos.

Portanto, quando um casal percebe a grandeza do vínculo que os une, as vidas que seguem adiante por conta de sua união, eles sabem, que realmente essa é a eterna aliança, unidos no plano material e espiritual.

Se fôssemos melhores uns que os outros não nos uniríamos. Somente os iguais podem passar a vida adiante. Porque os filhos amam igualmente os pais.  Assim, deveriam fazer os pais: respeitar e honrar seus cônjuges , ou os pais de seus filhos, e honrar os filhos. Quando honramos nossos filhos, honramos nosso próprio destino.

 

Fonte do vídeo: Youtube

 

OLINDA GUEDES é mãe da Nina e Camila Maria, apaixonada pela vida, escreve com o coração o que cabe em palavras.  É mãe de mais outros cinco príncipes na terra, e quatro anjos no céu.

Apaixonada pela natureza, pela vida, realizou seu sonho de criança: ter muitos animais e uma casa cheia de crianças, seus filhos.

Conduz, no Instituto Anauê-Teiño, a Escola de Saberes Úteis. Uma iniciativa cujo objetivo é trocar saberes das diversas ciências com o propósito de uma vida mais feliz, próspera e saudável.

 

https://www.facebook.com/olindaguedesfanpage/

https://www.youtube.com/c/OlindaGuedes

https://www.instagram.com/olindaguedes/

#novolivo #constelações #sabersistemico

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
OLINDA GUEDES
OLINDA GUEDES Seguir

Oilá, gente linda! É uma boa história a minha vida... ainda temos muito a viver. A parte mais linda é ser "Mamain" das duas princesas Nina Maria, Camila Maria e dos cinco príncipes cavalheiros...

Ler conteúdo completo
Indicados para você