[ editar artigo]

Meus queridos antepassados

Meus queridos antepassados

Meus queridos antepassados, pouco sei da história de vocês, mas vou começar esta carta, pelo pouco que sei.

Vim de uma família muito especial, constituída por uma mulher maravilhosa chamada e Nilka e um homem com muita fibra e determinação chamado Hélio, se hoje estou aqui escrevendo esta carta foi graças a estas duas pessoas, eu devo todo meu amor, carinho, respeito e honra.

Meus antepassados, até novembro do ano passado, eu não olhava para vocês, eu não entendia a importância que vocês tinham na minha vida, eu não valorizava vocês, por muito tempo eu não honrei a minha origem e estar escrevendo esta carta hoje, é uma grande oportunidade para mostrar que mudei, então vamos lá, por esta carta foi escrita com muito amor, muita entrega e muita emoção, espero que vocês, meus antepassados, gostem dela.

Meu bisavô Boris, eu te vejo, imagino tudo que o senhor passou, não deve ser fácil, fugir do seu país de origem, após perder a sua família na revolução Russa. O senhor veio para o Brasil, casou novamente, constitui família, e quando meu avô tinha 8 anos, ele perdeu o senhor, te tiraram a sua vida meu bisavô!

Eu sinto muito pelo seu fim trágico, foi como foi, meu avô sofria muito pelo a sua perda, ele era só uma criança de 8 anos, mas ele lembrava do senhor e te honrou até os últimos minutos da vida dele, imaginamos que tudo poderia ter sido diferente se o senhor não tivesse partido desta maneira. Eu te amo e sou grata, de ser sua descendente e pela vida que o senhor deu ao meu avô! E aqui deixo um agradecimento a todos aqueles que vieram antes do senhor, não sei quem eles e elas foram, eu só sei que eles e elas estão em mim.

Bisavó Leocádia, eu imagino que não deve ter sido fácil, jovem com 5 filhos pequenos, viúva, mesmo com dinheiro, sem saber o que fazer. Sei que perdeu toda a fortuna deixada pelo bisa, mas tenho certeza que você fez o melhor, com os recursos que tinha na época. Naquele tempo tudo era muito difícil, mas meu avô te amava. Falaram-me que a senhora era uma mulher de muita fibra, de muita força e que era autêntica, eu acho que estas características eu honro da senhora.

Eu te vejo! Eu te aceito! Sinto muito! Eu te amo e sou grata! E aqui deixo um agradecimento a todos aqueles que vieram antes da senhora, não sei quem eles e elas foram, eu só sei que eles e elas estão em mim.

Vô Bazilio muito obrigada por ser o pai da minha mãe! Você é um dos homens mais especial que já conheci, e foi muito difícil te perder para o câncer. Eu te amo meu "veinho", tenho orgulho do nosso sobrenome, da nossa origem, foi o senhor que me ensinou a honrar nossa origem! Carrego comigo o teu gênio, a tua personalidade forte, o amor que sinto pelos meus pais e muito mais coisas que agora não me vem na mente. Eu sinto muito se um dia te magoei, me perdoe, eu te amo e sou grata por tudo!

Bisavô Valdormiro, eu não sei muito da sua história, mas o senhor faz parte da minha história, apenas que és o pai da minha avó e padrasto do meu avô, confesso que isso foi confuso de entender, mas já entendi! Quero te agradecer pela a vida da minha avó, mesmo que o senhor não tenha cuidado dela e acompanhado ela na infância, deve ter sido difícil pra ti, nós só fazemos o que podemos com os recursos que temos. A tua filha é muito importante para mim, e eu amo muito ela! Sinto muito, me perdoe, eu te amo e sou grata à ti! E aqui deixo um agradecimento a todos aqueles que vieram antes do senhor, não sei quem eles e elas foram, eu só sei que eles e elas estão em mim.

Bisavó Carlinda, por que tu partiu tão cedo? Os bons morrem jovens né? Eu queria muito ter te conhecido, a mãe diz que, a senhora era uma super avó, muito querida, muito amada! Foi uma mulher que quebrou barreiras, se casou mais de uma vez, na época que as mulheres não podiam trabalhar, você trabalhava, com sorriso no rosto e um batom bem bonito na boca. Ah minha bisa! Eu acho que eu tenho tanto de ti em mim! Me contaram que você não tinha muita sorte nos teus relacionamentos, confesso bisa, que eu também não tenho, mas como acredito na cura, estou buscando a cura para esses nossos embrólios, pois alguma das nossas descendentes serão felizes, eu estou em busca disso! Eu te vejo bisa! Eu te aceito! Sinto muito! Eu te amo e sou grata! E aqui deixo um agradecimento a todos aqueles que vieram antes da senhora, não sei quem eles e elas foram, eu só sei que eles e elas estão em mim.

Minha avó, minha "veinha", como é bom escrever pra ti! Não consegui te dar tchau né? Não deu tempo vó! Quero te dizer que eu te amo tanto e que a senhora foi muito importante na minha história, minha bruxa, minha benzedeira, minha querida, eu sinto muitas saudades! Sinto saudades do teu olhar, do teu jeito, do teu cheiro fumando teu cigarrinho, do teu arroz, dos teus bolinhos, de te ver, de estar contigo. Eu te amo muito minha avó! Eu sinto muito por tudo que passou, obrigada por ter dado a vida para a minha mãe, eu sou muito grata a senhora e me perdoe por qualquer coisa, eu te amooooooooooooooooooooooooooo eternamente!

Mãe, foi através do teu ventre que eu vim para a vida, foi através de ti que eu aprendi o que é amor, o que é felicidade, o que se doar. Mãe eu já fui muito cruel contigo, por ciúmes, por me sentir rejeitada por ti, quando nasceu a minha irmã, eu te machuquei, eu te desonrei, por amor, eu fui má, por querer atenção e não querer te dividir com mais ninguém. Hoje vejo o quanto fui infantil, o quanto fui insegura, eu sinto muito mãe! Eu te amo e eu sou grata por tudo que a senhora fez e ainda faz por mim!

Agora vamos para a origem paterna...

Bisavô Arcelino, pensa em um querido! Comunicativo, falava pelos cotovelos, qualquer semelhança, não é mera coincidência! kkkkk 

De ti, só lembro coisas boas! Amor, carinho, acolhimento, quando penso em ti, me vem uma paz no coração. Eu sinto muito! Me perdoe! Eu te amo e sou grata pela vida que deu a minha avó. E aqui deixo um agradecimento a todos aqueles que vieram antes do senhor, não sei quem eles e elas foram, eu só sei que eles e elas estão em mim.

Bisavó Ana, a calma e a paciência em pessoa, uma pessoa muito tranquila, quisera eu honrar toda essa tranquilidade, meu mundo seria muito melhor... kkkk

Lembro de ti, na casa da vó, quieta com os cabelos longos, eu adorava brincar nos teus cabelos quando lembro de ti, também vem uma paz. Eu sinto muito por qualquer coisa que tenha acontecido na tua vida! Me perdoa! Eu te amo! Sou grata pela a vida da vó! E aqui deixo um agradecimento a todos aqueles que vieram antes da senhora, não sei quem eles e elas foram, eu só sei que eles e elas estão em mim.

Vó Lina, pensa na matriarca da família, exemplo de fibra, força, determinação, trabalho, capricho, organização, você sempre deu conta de tudo né Vó! Nunca demonstrou fraqueza, eu nunca de vi sendo fraca, até mesmo no fim da sua vida, você pedia à Deus a tua morte! Uma mulher religiosa, já foi da Umbanda, foi evangélica, sempre conectada com a fé e a espiritualidade, vó tu és a mulher mais foda que eu já conheci! Quando falo foda, falo de forma positiva, quisera eu honrar 10% da tua força! A senhora perdeu filho, pais, irmãos, maridos, e mesmo assim teve força e coragem para viver até os seus 88 anos, e só morreu porque a senhora quis morrer, porque não vi mais sentido em continuar viva. Vó eu te admiro e me perdoa, por ter te julgado, por ter faltado com respeito, me perdoa vó, eu te amo muito e sou grata pela vida que deu ao meu pai e pelo exemplo de mulher que sempre foi!

Bisavô Manoel, eu não sei muito da tua história, só sei que perderam muitas terras, que seus filhos tiveram uma vida difícil, mas quero te dizer que sinto muito! Amo o senhor e sou grata pela a vida do meu avô.

Bisavó Flor, gratidão por ter tido o vô, eu sinto muito por qualquer adversidade que tenhas vivido, graças à ti, quase 90 anos depois de ter o vô, eu estou aqui escrevendo para vocês! Eu te amo e sou grata! E aqui deixo um agradecimento a todos aqueles que vieram antes da senhora, não sei quem eles e elas foram, eu só sei que eles e elas estão em mim.

Vô Zé, um homem calmo, tranquilo de boa, se falassem contigo você falava né Vô? Se não também não falava. Vô quero que saibas que se eu te julguei, me perdoe eu não sabia o que estava fazendo, obrigada por cuidar do meu pai, obrigada por aguentar minha avó, trago comigo o seu sobrenome o Sant' Ana, com muita honra, eu queria vô saber mais da tua vida, da tua história, do teu mundo, queria entender mais da nossa origem. Sinto muito Vô! Me perdoe! Eu te amo! Sou grata!

Meuuu Pai, eu te amo tanto, mais tanto, que muitas vezes quis ser a tua mãe! Brigava contigo para ti cuidar da tua saúde, brigava contigo por tu não ter sucesso na vida, eu fiz muitas coisas das quais eu não me orgulho, mas elas serviram para ver o quanto eu tinha que mudar, o quanto eu tinha que evoluir para ser uma pessoa melhor. Me perdoe pai, por todas as vezes que faltei com respeito, eu sinto muito por todas as vezes que te julguei, que faltei com respeito contigo, que te maltratei! Eu te amo e eu sou muito grata pela a vida que me deu! E a partir de agora, eu peço por favor, para ir além e fazer diferente!

Antepassados que fazem parte de quem eu sou... Eu vejo vocês! Eu aceito vocês! Eu amo vocês e eu peço por favor, para ir além e fazer diferente, ocupando o meu lugar.

#modulo1 #constelacoes #cartaaosantepassados #antepassados #honra

 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você