[ editar artigo]

Música e Cura: Debaixo dos Caracóis dos seus Cabelos

Música e Cura: Debaixo dos Caracóis dos seus Cabelos

Título:  A música como ferramenta de cura da nossa alma.

Canção: Debaixo dos Caracóis dos seus cabelos.
Letra e melodia: Roberto Carlos e Erasmo Carlos

Debaixo dos Caracóis dos seus Cabelos

Um dia a areia branca seus pés irão tocar.E vai molhar seus cabelos a água azul do mar. Janelas e portas vão se abrir pra ver você chegar.E ao se sentir em casa, sorrindo vai chorar

Debaixo dos caracóis dos seus cabelos. Uma historia pra contar de um mundo tão distante. Debaixo dos caracóis dos seus cabelos.Um soluço e a vontade de ficar mais um instante

As luzes e o colorido que você vê agora. Nas ruas por onde anda, na casa onde mora. Você olha tudo e nada, lhe faz ficar contente.Você só deseja agora, voltar pra sua gente

Debaixo dos caracóis dos seus cabelos. Uma historia pra contar de um mundo tão distante. Debaixo dos caracóis dos seus cabelos. Um soluço e a vontade de ficar mais um instante

Você anda pela tarde, e o seu olhar tristonho, deixa sangrar no peito, uma saudade, um sonho. Um dia vou ver você, chegando num sorriso. Pisando a areia branca. Que é seu paraíso.

Debaixo dos caracóis dos seus cabelos. Uma historia pra contar de um mundo tão distante. Debaixo dos caracóis dos seus cabelos. Um soluço e a vontade de ficar mais um instante

 


Essa canção foi gravada em 1971 pelo cantor e compositor Roberto Carlos.
Foi uma homenagem ao também cantor Caetano Veloso, que na época se encontrava na França exilado do Brasil.

O que me motiva escrever sobre esta poesia é o fato dessa canção ser uma canção sistêmica. Sua história tem fundo sistêmico pois nosso país é nossa pátria que é a nossa mãe. Portanto ela retrata a história do filho (artista) que por algum motivo foi viver longe de sua pátria (mãe).

Através de seus versos podemos constelar a relação pais e filhos, você sabia!?

São 4 estrofes onde vivenciamos a saudade da terra Natal, a distância da nossa casa e do lugar onde moramos.

No meu ponto de vista o auge do drama se mostra no trecho:

... As luzes e o colorido. Que você vê agora. Nas ruas por onde anda, na casa onde mora. Você olha tudo e nada lhe faz ficar contente. Você só deseja agora, voltar pra sua gente...

Notamos também no trecho acima a família esperando o regresso do filho.
Podemos perceber a presença das leis sistêmicas entremeio os versos. Por exemplo:

... As luzes e o colorido Que você vê agora Nas ruas por onde anda, na casa onde mora Você olha tudo e nada Lhe faz ficar contente Você só deseja agora Voltar pra sua gente. (Lei do pertencimento).

Outro trecho:

... Debaixo dos dos Um soluço e a vontade de ficar mais um instante.(Lugar - ordem).

Enfim, é uma canção para refletir sobre o nosso lugar, a nossa casa e a sobre nossa mãe. Tantos filhos que padecem, por suas histórias de vida e por estarem distantes de sua casa, do seu lugar e da sua origem.

Agora quero lhe perguntar:

-Você já escutou essa música?
-Já ouviu essa melodia com o coração?

Quem sabe você possa, assim como eu, apreciar essa obra e se permitir um grande movimento. Nos abrir para as histórias de vida que chegam até nós e curar a todos, pois são experiências que nos mostram exatamente onde os vínculos estão interrompidos.

Se puder, compartilhe sua experiência. Espero poder ter contribuído.

Autor: Diego Fernandes Baliero, musicista, violista, antropólogo, coach, terapeuta e constelador.  Está cada vez mais em paz em seu lugar de origem.

Fonte do vídeo: Youtube

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Diego Fernandes Baliero
Diego Fernandes Baliero Seguir

Olá. Me chamo Diego Baliero, conheci o trabalho das constelações através da professora Olinda Guedes no ano de 2013. Tenho 33 anos, trabalho como professor de música.

Ler conteúdo completo
Indicados para você