[ editar artigo]

Música e cura: Mulher

Música e cura: Mulher

Título:  A música como ferramenta de cura da nossa alma
Canção:  Mulher
Letra e música: Erasmo Carlos.

Mulher

Dizem que a mulher é o sexo frágil
Mas que mentira absurda!
Eu que faço parte da rotina de uma delas
Sei que a força está com elas

Vejam como é forte a que eu conheço
Sua sapiência não tem preço

Satisfaz meu ego, se fingindo submissa
Mas no fundo me enfeitiça

Quando eu chego em casa à noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas pra quem deu luz não tem mais jeito
Porque um filho quer seu peito

O outro já reclama a sua mão
E o outro quer o amor que ela tiver
Quatro homens dependentes e carentes
Da força da mulher

Mulher! Mulher!
Do barro de que você foi gerada
Me veio inspiração
Pra decantar você nessa canção

Mulher! Mulher!
Na escola em que você foi ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte, mas não chego aos seus pés

Essa canção foi gravada por Erasmo Carlos no ano de 1981, é também título do disco da época.

O que me motiva escrever sobre esta letra é a maneira como o autor escreve sobre as mulheres.

Através de seus versos, Erasmo nos mostra a potência e força da mulher.
São sete estrofes que dizem, através da descrição de um cotidiano de marido e mulher, mãe e filhos como que a mulher age no dia dia e o quanto completa o homem e os filhos com seu jeito de ser.

No meu ponto de vista o auge se mostra no trecho:
...Satisfaz meu ego, se fingindo submissa
Mas no fundo me enfeitiça

Quando eu chego em casa à noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas pra quem deu luz não tem mais jeito
Porque um filho quer seu peito...
Aqui percebemos a mulher em sua totalidade, com sua dança que encanta e supre a todos em seu entorno.
Podemos perceber que ao escrever esta canção, o compositor descreve também as leis sistêmicas:
...Dizem que a mulher é o sexo frágil
Mas que mentira absurda!
Eu que faço parte da rotina de uma delas
Sei que a força está com elas (Lei do Pertencimento).

Outro trecho:
Quando eu chego em casa à noitinha
Quero uma mulher só minha
Mas pra quem deu luz não tem mais jeito
Porque um filho quer seu peito...

O outro já reclama a sua mão
E o outro quer o amor que ela tiver
Quatro homens dependentes e carentes
Da força da mulher... (Lei da Compensação e Ordem).
E por fim:
...Mulher! Mulher!

Na escola em que você foi ensinada
Jamais tirei um 10
Sou forte, mas não chego aos seus pés... (Reverência e gratidão).

É uma canção que mostra quanto o feminino nós torna mais completos em todos os sentidos.

Você já escutou essa música?  Já ouviu essa melodia com o coração ?
Quem sabe você possa, assim como eu, apreciar essa obra e se permitir um grande movimento em sua vida.

Nos abrirmos para o feminino é tomarmos nossa permissão, plenitude e a vida!!!

Autor: Diego Fernandes Baliero, musicista, violista, antropólogo, coach, terapeuta e constelador.  Está cada vez mais em paz com sua Mãe e com as mulheres do seu sistema.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Diego Fernandes Baliero
Diego Fernandes Baliero Seguir

Olá. Me chamo Diego Baliero, conheci o trabalho das constelações através da professora Olinda Guedes no ano de 2013. Tenho 33 anos, trabalho como professor de música.

Ler conteúdo completo
Indicados para você