[ editar artigo]

Na pratica, como se utiliza as constelações no Direito?

Na pratica, como se utiliza as constelações no Direito?

Uma pessoa me fez essa pergunta e resolvi transformá-la em texto.

As constelações e o direito se encontram, uma vez que ambos tratam de pessoas e conflitos, sejam internos ou externos.

O direito, trata de conflitos que não se resolvem de modo consensual as constelações tratam de pessoas em conflitos internos ou externos, do presente ou do passado.

Quando um conflito jurídico alcança um grau de incompreensão aparente, podemos afirmar que a aplicação das constelações nesse caso, seria de grande benefício processual.

Pois, quando um conflito jurídico não alcança soluções, quando as partes se sentem insatisfeitas com a solução jurídica, talvez o que se buscava não era apenas uma decisão jurídica.

Quando o CNJ criou a resolução 125, já foi pensando em uma forma mais satisfatória de resolver algumas demandas. Entretanto, às vezes precisamos lançar mão de vários instrumentos para que se chegue a uma boa solução. 

O Juiz Sami Storch, escreveu em seu blog, que sentia que enxugava gelo, quando dava alguma decisão e as partes recorriam e quando não recorriam acionavam novamente o judiciário com outra demanda contra a mesma pessoa com relação ao mesmo processo. 

Ou seja, imagine que em uma ação de alimentos as partes não conseguem entrar em consenso na audiência de conciliação, o Juiz arbitra um valor, uma das partes recorre, e dali sai uma nova decisão, então chega a nova decisão. A princípio pode ser que termine ali. Mas, por ventura, quem não quis pagar determinado valor de pensão está achando injusto determinado valor, mas aparentemente aquele valor não comprometeria seu salário, entretanto, a separação para ele, não foi uma escolha sua e sim da mulher. Por isso, qualquer decisão seria insuficiente. O término de vários casamentos por vezes não tiveram suas conclusões no âmbito emocional, então quando chega à esfera judicial as situações todas não estão resolvidas. 

Poderíamos dar vários exemplos,  como um processo de partilha, na área das sucessões, um processo trabalhista, como uma disputa de guarda. São alguns exemplos entre tantos que podem utilizar o direito Sistêmico para uma solução efetiva.

Entendemos, no direito Sistêmico que uma solução efetiva é aquela que traz paz aos envolvidos. É aquela em que todos saem da disputa sem o sentimento de injustiça. O sentimento de injustiça é uma característica própria de conflitos que estão no âmbito interno, inconsciente. 

Às vezes a única coisa que a pessoa sente é que existe uma injustiça. Ela não consegue enxergar nada, além da injustiça que sofre de modo potencializado. 

Algumas frases que dão indícios de que existe uma dor emocional podem ser, "Não existe justiça", "como tudo isso é injusto", "como pode me sacanear assim", "Porque não me deixa em paz".

Nesses casos independente de qualquer decisão que não seja a que essa pessoa espere, será injusta. Entretanto, apenas uma solução pode dar certo, olhar para as dores dessa pessoa. Olhar as raízes dessas dores. Talvez se perguntássemos  a essa pessoa o que é justiça, ela iria dizer mais meia dúzia de palavras relacionadas às suas dores. 

A intervenção que poderia ajudar, talvez seria uma ou várias sessões de mediação, uma constelação com bonecos, ou ainda, sendo possível uma constelação em grupo. 

Reconhecer o valor daquela relação, reconhecer os frutos que ela deu, que pode ser os filhos. Reconhecer que um machucou ao outro, que ambos contribuíram para o fim daquela relação. 

Existem vários movimentos que podem trazer paz, entretanto eles devem ser feitos. Pois a decisão judicial apenas será eficaz desse modo. 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
MILENA PATRICIA DA SILVA
MILENA PATRICIA DA SILVA Seguir

Sou mãe do pequeno Henrique, escritora professora de Direito Sistêmico, Advogada, pesquisadora, terapeuta, master e coach em PNL, doula, apaixonada pelo cuidar do ser, pelo conhecimento, pelos livros e pela vida e por chá de manjericão.

Ler conteúdo completo
Indicados para você