[ editar artigo]

O Código Cultural – Por que somos tão diferentes na forma de viver, comprar e amar?

O Código Cultural – Por que somos tão diferentes na forma de viver, comprar e amar?

Perguntas sobre Fichamento- O Código Cultural – Por que somos tão diferentes na forma de viver, comprar e amar?

1) Qual a mensagem global que o autor deixou para você? Resuma em, no máximo, 4 linhas.

Códigos culturais diferentes, levam a comportamentos diferentes.

Uma cultura é um kit de sobrevivência que herdamos quando nascemos, é o que ela é e muda, muito, muito devagar. Por isso tentativas de impor mudanças fundamentalmente contrárias ao código de uma cultura estão destinadas a fracassar.

Tentar, fracassar, aprender com os erros e retornar revigorados é uma parte essencial do arquétipo americano.

Nada que contradiga o código de uma cultura progride por muito tempo.

O código cultural americano para fazer compras é reconectar-se com a vida. É uma experiência social, é um meio de sair de casa e voltar ao mundo. Fazemos compras e parece que o mundo inteiro está ali.

Afinal para que serve ganhar dinheiro se você não pode aproveitá-lo? Não importa o que você esteja comprando, o ponto essencial parece ser que você merece aquilo.

Uma estratégia global exige adequação ás necessidades do cliente de cada cultura, embora seja sempre importante que se abrace a estratégia do “americanismo”.

2) A partir do que você leu, enumere 10 dicas para você criar excelência para sua vida.

1- Todas as culturas divergem entre si. No entanto, o que a maioria das pessoas não compreendem é que tais diferenças fazem com que processemos as mesmas informações de maneiras distintas.

2- São cinco os princípios que orientam a metodologia para a descoberta dos códigos culturais.

  • Você não pode acreditar naquilo que as pessoas dizem;
  • A emoção é a energia necessária para aprender algo;
  • A mensagem está na estrutura, não em seu conteúdo;
  • Existe uma janela de tempo para causar uma impressão profunda e seu significado varia de uma cultura para outra;
  • Para ter acesso ao significado de uma impressão profunda em uma cultura, você deve aprender seu código.

3- Os códigos mostram como o inconsciente cultural afeta a nossa vida pessoal, as decisões que tomamos como consumidores e a maneira como funcionamos como cidadãos do mundo nos ajudando a se comportar, fazer negócios e enxergar os outros sob outro prisma.

4- Como cultura os americanos acreditam que as pessoas magras são ativas e envolvidas, são orgulhosas e bem-sucedidas e suas roupas vestem bem., pessoas gordas são discriminadas, as pessoas adquirem peso extra depois de uma separação ruim, da perda de um emprego, da ida de seus filhos para a faculdade ou da morte de um dos pais.

O código para a obesidade na América é retirar-se.

5- Os americanos acreditam que, se forem suficientemente fortes para agir, serão saudáveis. Seu maior temor quanto a estar doentes é a incapacidade de fazer coisas. O código para a saúde e bem-estar é movimento.

6- O código para os médicos na América é herói. A pesquisa Gallup em seis anos identificou a enfermagem como a profissão mais honesta e ética nos Estados Unidos, essa profissão ficou em segundo lugar depois dos bombeiros, após a tragédia de 11 de setembro de 2001. O código para enfermeira nos estados Unidos é mãe.

7- Os americanos querem reter a ilusão da invencibilidade do jovem que está dentro de cada um. São fascinados pela juventude e pela fantástica noção de permanecerem eternamente jovens.

8- O código para lar na América é o prefixo “RE-“. Retorno, reunir-se, reconectar-se, reconfirmar e renovar. Lar é um lugar onde você pode fazer coisas totalmente diferente do mundo lá fora, onde tudo pode ser bastante previsível. O lar é um lugar onde fazer as mesmas coisas outra vez lhes acrescenta significado. Isso explica porque voltar para casa possui um significado tão poderoso e porque os americanos têm uma reação emocional tão forte quando pensam em trazer de volta as tropas ou os astronautas ameaçados. Queremos que eles saboreiem novamente a vida, cercados pelas pessoas mais queridas.

9- O código cultural para o trabalho é quem você é. O que você faz? Os americanos acreditam que são aquilo que fazem em suas ocupações. Para que as pessoas desempregadas estão frequentemente deprimidas? Porque se sentem inseguras como pagarão suas contas?

10- O dinheiro é seu barômetro do êxito. A maioria dos americanos acha impossível sentir que é bem-sucedida se ganha pouco. O dinheiro é um score-card. Se alguém realiza um trabalho semelhante ao seu e ganha mais dinheiro, inconscientemente você acredita que ele ou ela realiza um trabalho melhor. Ser pago por um trabalho o reveste instantaneamente de credibilidade. Nos estados Unidos acreditamos que somos tão bons quanto o último negócio que realizamos.

11- Ir contra os códigos de uma cultura é um exercício inútil, é ilusório esperar que uma grande porcentagem de americanos jamais perceba a comida como uma fonte de prazer ou de perfeição em vez de enxerga-la como combustível. O que quer dizer isso para a indústria dos alimentos?

Vender quantidade em vez de qualidade faz sentido.

3) Considerando a realidade onde vive, o que você aplicou, imediatamente, assim que leu? (Qual tópico, qual ideia? - cite o capítulo, página e a ideia).

Os americanos também nunca podem parar de promover a si à sua filosofia para o restante do mundo. Se bem que devem respeitar as culturas dos outros e entender que não podem fazer com que uma cultura ande contra seu próprio código, compartilhar o otimismo e os sonhos da América beneficia o mundo inteiro.

4) O que você transformou em si mesmo com a leitura deste livro?

A América tornou-se a cultura mais influente e mais poderosa do mundo porque acredita no poder dos sonhos. O otimismo não é o único elemento absoluto do código; ele é essencial para manter vibrante sua cultura. Eles fazem o impossível porque acreditam que este seja o seu destino.

5) Quais as mudanças que você se compromete em tornar real a partir desta leitura?

Os americanos amam as pessoas que falham e depois se levantam novamente, porque essas pessoas representam uma característica cultural muito forte.

Somos todos indivíduos, e cada um de nós tem um complexo conjunto de motivações, inspirações e princípios que nos guiam, um código pessoal. No entanto, perceber a maneira como pensamos como cultura, como nos comportamos como um grupo por meio de padrões previsíveis, baseados no Kit de sobrevivência que recebemos ao nascer como americanos, brasileiros, portugueses, ingleses ou franceses, capacita-nos a percorrer o mundo com uma visão que até agora nos faltava.

Trata-se da liberdade de sonhar, de evitar o cinismo e o pessimismo, e de se permitir imaginar as coisas mais arrojadas para si e para o mundo.

6) Se você encontrasse o autor do livro, o que você diria a ele?

Uma bela obra, parabéns pelo trabalho e que tal uma revisão da mesma para os dias atuais.

https://docs.google.com/document/d/1Or5NzGqBFfLR0Zoy1Q3i9mWprzvdAvcM6bhVO80cE9E/edit?usp=sharing

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Iraci Aparecida Franceschini
Iraci Aparecida Franceschini Seguir

Sou Partner da SBC Sociedade Brasileira de Coaching e Master coach, fundadora do Instituto D´ORO Treinamento e Desenvolvimento Ltda, apaixonada por contribuir com o desenvolvimento humano de pessoas, times e empresas utilizando soluções on-line .

Ler conteúdo completo
Indicados para você