[ editar artigo]

"O mundo acabou!!!" E agora?

Tenho pensando em como as pessoas vão se adaptar  ao novo mundo e quanto tempo isso levará? Porque embora muitos acreditem que isso é o seu fim (e de uma certa forma, estão certos), isso é apenas o começo de uma nova forma de viver. A forma ideal.

Nós somos seres integrantes de algo muito maior, começando pela vida e pela natureza. Quando o homem deixou de ser nômade, afastou-se progressivamente de sua verdadeira essência. Claro que não estou dizendo que devemos voltar a isso. Já não seria mais possível, e nem necessário.

O equilíbrio entre necessidades e desejos tornaria o mundo habitável para todos os seus membros: humanos, animais, plantas, minerais (tecnologias e recicláveis, por que não?). Apenas, o suficiente para cumprir sua verdadeira e única função, servir à vida.

Porque é para isso que estamos aqui. Somos peças de um quebra-cabeças gigantesco e somos necessários porque nossa essência única completa o quadro. Porém, o ser humano se perdeu em desejos e necessidades criadas pelo medo. A 3º dimensão, como única referência tem mesmo quebrado as pernas do ser humano, levando-o a crer que sua missão de cuidar do Planeta é na verdade uma licença para sugar sua seiva.

Que pena, pois que aqui se faz e aqui mesmo se paga. E não estou sendo fatalista. Basta olhar ao redor, onde nossa falta de responsabilidade pela vida nos trouxe. Nossa submissão ao dinheiro, nossa capacidade de olhar só para nosso próprio umbigo. Tudo bem, não somos perfeitos. E eu acredito que sofremos só por esse motivo, NÃO somos perfeitos.

Porque a dor deveria cumprir apenas o seu papel de alerta que algo não vai bem, desde a mais leve dor física até a mais profunda dor emocional. Mas, o medo esse mau conselheiro, pois que sua função é apenas de nos manter vivos e nada mais, toma conta de nossa inteligência e nos faz acreditar que somos menos do que aquilo que se espera de nós.

Se o potencial de cada essência de vida em forma humana, animal ou qualquer outra fosse respeitada em toda a sua plenitude, o mundo seria outro. Imagine um mundo onde todos cabem, onde todos exercem seus talentos naturais, onde todos têm aquilo que necessitam e ainda podem realizar sonhos e projetos que não extrapolem e nem desrespeitem o espaços alheios, esse é o verdadeiro mundo.

Onde o medo é apenas um sinal de alerta, onde podemos falar abertamente daquilo que nos supre e nos completa. Onde todos têm espaço para brilhar, cada um no seu "quadrado". Um mundo onde não seja preciso morrer à mingua por falta de nada, porque tudo já existe.

Certamente, alguns vão dizer: - Isso é utopia. E sim, é utopia, mas só enquanto o ser humano continuar sendo menos do que pode ser. Só enquanto o ser humano continuar projetando seus fracassos em culpar o outro, ou projetar seu poder num falso herói, "contratado" para resolver os problemas que esse mesmo ser humano cria para si e para seu próximo. 

Despertemos, o mundo (tal como o conhecemos) acabou!!!!

Ps: O que me inspirou a escrever esse texto, foi um post no face que mostrava tubarões comendo os fios da internet no fundo do Oceano. Hehe.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Simone Belkis
Simone Belkis Seguir

Simone Belkis se formou em Letras na UFPR. É uma estudiosa do esoterismo e cantante. Seu amor maior são os livros. Escrever é sua forma de criar o famoso mundo melhor, e sua praia é contar suas próprias descobertas para inspirar pessoas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você