[ editar artigo]

O outro lado da vida

O outro lado da vida

 

Opa!
Não morri! Calma... Calma...
Só precisei rasgar o véu da escuridão que estava no outro lado da minha vida.

Foram dias muito difíceis...
Estavam impregnados por pensamentos e lembranças, que ficavam me condicionando a uma pessoa que nunca desejei ser.

- Nossa! Confusão à vista!?

Pode apostar que não!
É que existem pessoas, coisas e fatos nos nossos dias, que se não tomarmos as rédeas da nossa existência...
Vou contar!

Quando você acorda, cada dia, abre os olhos e vê aquele dia lindo e, de repente lá está... bem ali mesmo... Aquele que não enxerga um dedo na ponta do seu nariz...

- Como assim?

Aquele ser humano começa alardear palavras de baixo calão, com o dedo apontado para o seu rosto e dizendo que nunca fora e jamais seria...
Com tantos "elogios" vindos da bula adversa de seus dias mal vividos, aonde certamente olhava para o espelho que fora sua vida...
Ali despejava sua perversidade com muito ódio!

O que tinha tudo isto a ver comigo? Claro que nada... Evidentemente!
Mas foi assim... muitos e muitos anos da minha vida... linda vida!

Agora sim! Já estou do outro lado da minha vida.
Aqui tudo é diferente, porque encontrei valores... mas não vai pensando que foi fácil assim. Precisei brigar muito, para defender-me de tudo e de todos.

Enfrentamentos? Muitos!
Montei o exército e nele contratei sabedoria, força... fé, amor infinito... em prol à minha vida.

Também precisei ser enérgica e aprendi no final o sentido de dizer: "- Não quero! Não faço!" e por último "- Assim não!"

De repente, chegou o silêncio... E junto às palavras:
"- Quer estar aqui e fazer parte da minha vida? Então, desembainha a espada do amor, do respeito... e assim podemos viver o outro lado da vida... Juntos!"

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você