[ editar artigo]

O que significa uma tatuagem?

O que significa uma tatuagem?

Olá, mestra Olinda Guedes!

Você poderia explicar o porquê de tantas pessoas recorrerem ao uso de tatuagens?

Converso com muitas delas e é comum ouvir de quem as tem, dizer que se transformam em algo compulsório: se faz a primeira fica detentor de um movimento interno de fazer outra, fazer mais, fazer muitas.

Existe alguma dinâmica que mobiliza realizá-las?

Obrigada pela atenção e disposição no compartilhar conhecimentos.

 

Querida Aluna!

Quando eu era criança era a campeã de casa em riscar os móveis, uma prateleira e duas mesas e um guarda louças. Pouca coisa, não é? Imagine a chateação da minha mãe.

Hoje vejo meus filhos, eles adoram riscar as mãos, os braços, o rosto. Gostam de pintar, inclusive colorido. Eu me importo? Não sei, mas confesso que me assusto, por vezes. Outras vezes, rio por dentro.

Certo é que: somos seres divertidos e movidos por imagens internas. Somos seres visuais, gostamos de mudar o mundo, pintar, colorir, mover. Somos criativos, criaturas.

Talvez o que faça alguém não parar seja realmente um desejo inconsciente de camuflagem, sabe? O camaleão? Ou até mesmo o ato de recriar-se.

Sabemos também que há muitos povos cuja tradição é pintar-se, furar-se. Como códigos sociais, de comunicação e interação.

Eu sempre desconfio do termo “compulsório”. O que há num movimento que alguém se diz conduzido por ele? Talvez aí sim seria interessante pesquisar e colocar esse tema. Eu tenho a impressão que tudo o que é “compulsório” significa “excluído” – não serei mais ignorado, agora me mostro.

Eu já senti um impulso de escrever o nome de meus filhos em meu corpo. E senti uma alegria grande em pensar em fazer isso.

O certo é que tudo o que fazemos nos revela. Mesmo o que não fazemos. Então, eu diria: se alguém quiser colocar suas tatuagens como tema para Constelar, conte para mim. Eu ficarei feliz em saber o que se mostrou.

Mas, se alguém também quiser colocar o tema: “Porque jamais me tatuaria”, também vou ler curiosa o relato.

Eu amo meu corpo, se perceber que algo representa alguma forma de tortura, não o farei. Penso que em minha memória transgeracional há muitas imagens de tortura, se não de pessoas, de animais.  Liberdade e respeito são valores únicos para mim.

 

E para você o que significa?

 

 

 

 

 

OLINDA GUEDES é mãe da Nina e Camila Maria, apaixonada pela vida, escreve com o coração o que cabe em palavras.  É mãe de mais outros cinco príncipes na terra, e quatro anjos no céu.

Pensou também fazer uma pequena homenagem aos seus pais.

Conduz, no Instituto Anauê-Teiño, a Escola de Saberes Úteis. Uma iniciativa cujo objetivo é trocar saberes das diversas ciências com o propósito de uma vida mais feliz, próspera e saudável.

https://www.facebook.com/olindaguedesfanpage/

https://www.youtube.com/c/OlindaGuedes

https://www.instagram.com/olindaguedes/

#novolivo #constelações #sabersistemico

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
OLINDA GUEDES
OLINDA GUEDES Seguir

Oilá, gente linda! É uma boa história a minha vida... ainda temos muito a viver. A parte mais linda é ser "Mamain" das duas princesas Nina Maria, Camila Maria e dos cinco príncipes cavalheiros...

Ler conteúdo completo
Indicados para você