[ editar artigo]

O Vazio

O Vazio

Recentemente fui acompanhar uma grande amiga no hospital, ela havia acabado de parir.

Ao pegar o bebê nos meus braços me lembrei de quando o meu bebê nasceu, quase sete anos antes.

Por vezes o bebê procurava o seio para mamar, aquela cena me fez voltar no tempo em que eu amamentava meu filho. Junto com essa lembrança veio outra, a de que nunca mais poderei amamentar em um dos meus seios.

Quando eu fui submetida a mastectomia eu tinha essa consciência e essa foi uma das razões que me fizeram sofrer e sentir tanta angústia. Mas naquele instante eu vivi a realidade de não poder alimentar mais um filho! 

Porque ali só existe o vazio agora.

O vazio de algo que precisou ser arrancado bruscamente para que outra coisa ainda mais importante prevalecesse, a minha vida! 

Senti dor na alma por lembrar.

Quando penso isso, me sinto até egoísta, tendo em vista que muitas mulheres nunca mais poderão estar com suas famílias, porque infelizmente morreram devido à mesma doença. Duas delas, eu conheci. E outras tantas não poderão amamentar por não ter restado nenhum dos seios. 

Pelo menos ainda tenho um deles. E o principal, tenho a vida preservada, para cuidar do filho (que já tenho). Posso ter mais filhos (por enquanto, até que o tamoxifeno não me deixe infértil, oro para Deus me permita te mais filhos!). Mas ao voltar para minha casa eu chorei mais uma vez, pela dor da perda. 

Notei que ainda ficou o vazio ali. A falta de algo importante.

Revivi a perda e revisitei uma dor. Não por ser uma mama, mas por ser uma parte do meu sagrado corpo, afinal ele é o templo de Deus.

Eu sei que o fato de eu ter uma mama a menos não me diminui em nada! Mas não se trata disso. Eu sou privilegiada, mas relato aquilo que sinto e o impacto disso tudo na minha vida.

Todos temos momentos desafiantes.

Eu venci uma etapa muito importante e fundamental, fui forte, fraquejei, sorri, chorei, briguei, me reconciliei, desisti e retomei, duvidei, acreditei. 

Somos humanos, e temos direito de sentir nossas dores e angústias, ter nossas revoltas, mas precisamos voltar para aquilo que ainda prevalece, a vida! Porque essa vida aqui é única! 

#cura #cancerdemama #mastectomia #superacao #umdiadecadavez 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
MILENA PATRICIA DA SILVA
MILENA PATRICIA DA SILVA Seguir

Sou mãe do pequeno Henrique, escritora professora de Direito Sistêmico, Advogada, pesquisadora, terapeuta, master e coach em PNL, doula, apaixonada pelo cuidar do ser, pelo conhecimento, pelos livros e pela vida e por chá de manjericão.

Ler conteúdo completo
Indicados para você