[ editar artigo]

Pais e filhos

Pais e filhos

Quando um filho é mais importante que qualquer pessoa para um dos pais, isso não é um presente para ele, e sim uma carga pesada; não é adubo, mas seca disfarçada de encantamento.

Os filhos não precisam se sentir especiais nem tem de ser tudo para os pais.

Isso é demais.

É frequente que um pai projete em seu filho aquilo que lhe falta em seu companheiro ou nos próprios pais, ou aquilo que faltou em sua família de origem, ou aquele sonho que não pode realizar.

E que o filho, por amor, aceite o desafio.

A preço, claro de sua liberdade e da força para seguir o próprio caminho.

Os filhos precisam se sentir livres para cumprir sua missão na vida.

E tudo sai melhor quando tem apoio de seus pais e antepassados, é quando estão em paz com eles.

No entanto, sofrem quando um dos pais despreza o outro ou ambos se desprezam mutuamente, ou quando tem de se envolver excessivamente com um dos dois ou com os dois.

Se os pais se desprezam, para o filho é difícil não desprezar a si mesmo e não parecer a pior versão que o pai ou a mãe traçou do outro progenitor, pois, no fundo, um filho não pode prescindir de amar os pais e não deixa de fazer acrobacias emocionais para ser leal a ambos, inclusive imitando seu mau comportamento, ou seu alcoolismo, ou seus fracassos e destinos.

O que ajuda, portanto?

Que os filhos recebam um dos maiores presentes possíveis em seu coração: ser amados como são, e muito especialmente que por meio deles seja amado o outro progenitor, porque assim os filhos se sentem completamente amados, já que, de uma forma sutil e ao mesmo tempo muito real, um filho não deixa de sentir que também é parte de seus pais.

Para os filhos, seus pais continuam sempre juntos como pais.

Separam-se como casal, as vezes mesmo vivendo sob o mesmo teto, mas não se separam como pais.

Um dos grandes anseios dos filhos é ter os dois pais juntos no coração, não importa o que fizeram ou o que aconteceu, sem precisar tomar partido por um dos dois ou se alinhar com um contra o outro.

Pai e mãe - vocês podem dizer a seus filhos:

Filho, continuo amando seu pai em você. E em você, continuo vendo-o e respeitando-o.

Filha, você é o fruto de meu amor e de minha história com sua mãe, é vivo isso como um presente e uma benção.

Filho, respeito o que você vive com seu pai/mãe, e como você se parece com ele/ela.

Filha, eu sou só pai/mãe, mais que isso é demais.

Essas e outras frases alimentam o bem estar dos filhos.

(Joan Garriga - O amor que nos faz bem)

#JoanGarriga
#JoanGarrigaBacardi
#JoanGarrigaBrasil
#amorfamilia
#paisefilhos

Débora Carvalho

Pedagoga, Psicopedagoga, Terapeuta, Mestre em Reiki, ThetaHealing, Consteladora Familiar.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Débora Carvalho
Débora Carvalho Seguir

Abrace a sua vulnerabilidade e faça dela a sua maior força. É bonito demais sentir.

Ler conteúdo completo
Indicados para você